Notícias | Dia a dia
Murray e Bertens são campeões do torneio virtual
30/04/2020 às 14h55

Madri (Espanha) - O torneio virtual de Madri chegou ao fim nesta quinta-feira. Bastante competitivo desde o primeiro dia de jogos, no início da semana, Andy Murray conquistou o título entre os homens. Já na chave feminina, a holandesa Kiki Bertens repetiu em ambiente eletrônico a conquista obtida nas quadras de saibro da capital espanhola no ano passado.

Mais uma vez, os problemas técnicos impediram o pleno funcionamento do torneio. O argentino Diego Schwartzman, que enfrentaria Murray em uma das semifinais pela manhã, precisou desistir da partida por conta de dificuldades de conexão com a internet. Os jogos foram disputados na plataforma Tennis World Tour para PS4.

Na outra semifinal, o belga David Goffin derrotou o grego Stefanos Tsitsipas por 7/6 (8-6). A final, disputada já durante a tarde desta quinta-feira, também foi equilibrada. Murray levou a melhor com placar final de 7/6 (7-5). O britânico chegou a ter uma quebra de vantagem quando vencia por 4/3, enquanto o belga esteve a um game da vitória quando liderava por 5/4 e 6/5.

Entre as mulheres, Bertens superou uma rodada dupla. Na semifinal, a holandesa acabou com a invencibilidade da dinamarquesa Caroline Wozniacki e venceu o jogo por 7/5. Na outra semifinal, a francesa Fiona Ferro bateu a romena Sorana Cirstea por 6/3. Na decisão, Bertens dominou e marcou o tranquilo placar de 6/1 para conquistar o título.

Assim como Bertens, Murray também já havia sido campeão em Madri na vida real. O britânico venceu o torneio no piso duro em 2008 e no saibro em 2015. O evento tem caráter solidário. Os campeões recebem 150 mil euros e escolhem o percentual que será destinado aos tenistas com dificuldades financeiras por conta da paralisação do circuito. Além disso, um total de 50 mil euros será destinado à redução do impacto social da pandemia da covid-19.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva