Notícias | Dia a dia
Suíça aconselha cidadãos a viajar o mínimo possível
30/04/2020 às 11h44

Berna (Suíça) - Pouco a pouco e ainda que lentamente os países europeus vão relaxando o confinamento causado pela pandemia do novo coronavírus. Agora foi a vez da Suíça de Roger Federer e Stan Wawrinka pontuar suas diretrizes para os próximos meses, sendo uma delas o conselho a seus cidadãos de viajar o mínimo possível até o fim do ano.

Segundo informa a SwissInfo, algumas atividades serão retomadas a partir de 11 de maio. Restaurantes e escolas voltarão a abrir, ainda que com restrições, mas eventos que reúnam mais de mil pessoas seguem proibidos até o dia 31 do agosto, o que afetará dois torneios no país: o ATP 250 de Gstaad (na semana de 20 de agosto) e o WTA de Lausanne (na semana de 13 de julho).

“A nossa decisão baseia-se numa abordagem pragmática, passo a passo. É mais um passo na nossa estratégia que procura evitar ser demasiados extremos”, declarou a ministra Simonetta Sommaruga, que também pediu aos suíços que evitem viagens internacionais até o fim de 2020.

Comentários
Raquete novo
Suzana Silva