Notícias | Dia a dia
Andreescu: 'Estou tentando continuar motivada'
25/04/2020 às 11h22

A canadense ainda não jogou na temporada, mas estava em fase final de recuperação do joelho

Foto: Arquivo

Toronto (Canadá) - Atual campeã do US Open e sexta colocada no ranking mundial, Bianca Andreescu ainda não jogou nenhuma partida em 2020. A jovem canadense sofreu uma grave lesão no joelho esquerdo no fim do ano passado, durante o WTA Finals. Quando já estava quase pronta para voltar às quadras, todo o circuito foi paralisado por conta da pandemia da Covid-19 e do risco de transmissão do novo coronavírus. Nesse cenário, a jogadora de 19 anos tenta manter a motivação.

"Definitivamente não é fácil. Estou tentando ficar o mais motivada possível", disse Andreescu ao Tennis Channel. Ela estava fase final de recuperação da lesão e chegou a viajar para Indian Wells, onde tentaria defender o título do ano passado, mas acabou desistindo da competição um dia antes de os organizadores cancelarem o torneio após a confirmação dos primeiros casos de Covid-19 na região.

"Eu deveria jogar em Indian Wells, mas então senti alguma coisa durante o treino e pensamos que era melhor esperar. Eu estaria pronta para Miami, então tive apenas azar que tudo isso tenha começado justamente agora. Estou aproveitando esse momento para curar completamente o joelho", explicou a jovem canadense.

Andreescu voltou a comentar sobre seu processo de visualização criativa, uma técnica de meditação que já deu certo para ela no caminho para o título do US Open, em que ela mentalizava situações adversas para que isso a ajudasse a tomar melhores decisões dentro de quadra.

"Você basicamente se imagina em um momento no futuro e o que você quer fazer lá. Para vencer o US Open a chave foi me sentir nessa situação, o que eu acho que é a parte mais difícil", contou a canadense, que antes do torneio chegou até a preencher um cheque para si mesma com o valor da premiação do Grand Slam nova-iorquino. "Eu venho fazendo isso há muito tempo, então isso realmente tem ajudado. Como não consigo bater na bola, tenho me visualizado jogando e voltando às competições e imaginando que tudo isso vai acabar".

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva