Notícias | Outros
Os mistérios do tênis: dúvidas e curiosidades
18/04/2020 às 12h53

O tênis se popularizou rapidamente na Inglaterra na virada do século 20

Foto: Reprodução
José Nilton Dalcim *

Além dos temas mais conhecidos, como as origens da contagem e do nome, o tênis tem ainda alguns pequenos mistérios que estudiosos ainda não conseguiram resolver, assim como longas pesquisas modificaram a história comumente escrita sobre o desenvolvimento do esporte. Seleciono aqui algumas delas:

Serviço - Não se sabe quando ou por que surgiu a ideia de duas tentativas para dar o saque que inicia o jogo. No "tênis real", praticado em toda a Idade Média, o saque era meramente o ato de colocar a pesada bola em jogo e não tinha qualquer influência. Em 1537, foi escrito que o rei Henrique VII colocava um serviçal de sua corte para colocar a bola em jogo - ele considerava esse ato pouco digno - e daí teria surgido o termo "serviço". Mesmo quando o tênis passou a usar raquetes, era impossível dar um saque forte. Acredita-se que o britânico A. T. Myers tenha sido o primeiro a sacar sobre os ombros, na segunda edição de Wimbledon, em 1878. De qualquer forma, a ideia de ter duas tentativas para iniciar o jogo está escrita no livro de instruções que o Major Wingfield vendia junto com sua caixa de jogo, em 1874 (veja artigo O verdadeiro 'inventor').

Leia também:
Os mistérios do tênis: a contagem inexplicável

Os mistérios do tênis: a origem do nome
Os mistérios do tênis: o 'love' dos ingleses
Os mistérios do tênis: o verdadeiro 'inventor'

Let - A maioria julga que a expressão "let", que indica disputar novamente um ponto, surgiu da expressão "let's play it again" (vamos disputar de novo), mas o fato é que a palavra “let” significa literalmente “obstrução” e foi com essa finalidade que se instituiu no tênis. As primeiras regras de 1873 e 1874 não fizeram menção ao "let", mas em 1875 o tratado de Marylebone indica que um bom saque ou uma boa devolução não pode tocar a rede ou os postes. O "let" surgiu em 1878, referindo-se a uma obstrução ou interferência externa ao jogo, “como um cachorro atravessando a quadra”. Finalmente, em 1880, o All England determina "let" durante o torneio de Wimbledon sempre que a bola de um saque resvalasse a rede, como forma de proteger o recebedor e dar menor vantagem ao sacador. No ano seguinte, a regra passou a valer nos EUA.

O tênis nos EUA - No mesmo ano de 1874 que o Major Wingfield patenteou sua 'invenção' na Inglaterra, o tênis apareceu nos EUA, mas ainda persiste controvérsia sobre como isso teria acontecido. Uma linha histórica sugere que Mary Ewing Outerbridge, de férias nas Bermudas, conheceu a caixa de Wingfield, levou para Nova York, instalou a quadra em formato de ampulheta no seu quintal e chamou as amigas para jogar. Depois, deixou o equipamento no Staten Island Club. Mas estudiosos afirmam que a 'caixa de Wingfield' só apareceu nas Bermudas em 1875 e que Mary teria ido para lá em 1877. Assim, o verdadeiro introdutor foi o Dr. James Dwight, que teria jogado numa quadra de grama de Massachusetts ao lado de Richard Sears, em 1874.

O 'inventor' do saibro - O novo tênis disputado na Inglaterra animou os franceses, mas havia uma dificuldade: o piso de grama não sobrevivia muito tempo num clima mais quente. E quem teve a ideia de cobrir a quadra com uma mistura de terra e areia foram os irmãos Renshaw, campeões de Wimbledon. Eles costumavam passar férias na Rivera, onde havia quadras de grama em Cannes. Em 1880, tentaram uma solução para fugir do desgaste excessivamente rápido e colocaram sobre a terra um pó que vinha da moagem de panelas de barro. O sucesso foi tão grande que 104 quadras de terra foram construídas nos dois anos seguintes somente em Cannes. O pó de tijolo substituiu o de barro, que não tinha escala suficiente para a demanda. Esse pó vinha das pedreiras de Saint-Maximin, no Oise, que até hoje fornecessem a matéria prima para Roland Garros.

*Trechos extraídos do livro "Entenda o Tênis", do mesmo autor

Comentários
Raquete novo
Suzana Silva