Notícias | Dia a dia
Djokovic quer que top 100 ajude tenistas sem grana
18/04/2020 às 08h56

Marbella (Espanha) - O auxílio financeiro planejado em conjunto por ITF, ATP e WTA para tenistas de baixo ranking, que vivem exclusivamente das premiações que conquistam, pode não ser a única ajuda que eles terão. Isso porque o sérvio Novak Djokovic elaborou um plano em que os jogadores do top 100 arrecadem dinheiro entre eles em um fundo para os demais.

O atual número 1 do mundo pensou em uma forma de escalonar as ajudas de acordo com o ranking. Sua ideia é que os tenistas do top 100 sejam divididos em faixas e quanto melhor a colocação maior a contribuição.

Tudo começaria com uma doação de US$ 5 mil para aqueles que figuram entre 51ª e 100ª colocações. Já os que aparecem entre o 21º posto e o 50º iriam contribuir com o dobro, desembolsando US$ 10 mil. Para aqueles que estão entre a 11ª e 20ª posições o valor esperado na doação é de US$ 15 mil.

Cada um do 6º ao 10º lugar iria doar US$ 20 mil e por fim os jogadores do top 5 dariam para o fundo cada um US$ 30 mil. Também entram na conta os top 20 de duplas com US$ 5 mil cada.

Seguindo essa sugestão, seria possível juntar US$ 1,05 milhão (cerca de R$ 5,5 milhões).

Essa proposta será enviada por Djokovic ao Conselho dos Jogadores, do qual é o atual presidente, para ser votada e, quem sabe, colocada em prática depois.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva