Notícias | Dia a dia
Juiz é suspenso após fazer 42 apostas em 6 meses
15/04/2020 às 09h28

Londres (Inglaterra) - Embora o circuito esteja parado, investigações e punições seguem acontecendo no tênis mundial. Se na semana passada o tenista peruano Arklon Huertas del Pino foi suspenso por uso de maconha, nesta foi a vez do juiz francês Anthony Pravettoni levar um gancho por participar de apostas.

Ele foi suspenso por oito meses e multado em US$ 5.000 pela Unidade de Integridade Tênis (TIU). A sanção da autoridade francesa, que entrou em vigor em 9 de abril, pode ser reduzida para três meses e a multa para US$ 4.000 se houver cooperação com o programa anticorrupção do tênis e nada de novos envolvimentos em eventos semelhantes.

Leia mais: TIU revela aumento no número de partidas suspeitas

A investigação da TIU constatou que entre 24 de fevereiro e 27 de agosto de 2019, o árbitro francês fez 42 apostas em partidas profissionais de tênis nas quais não atuou como juiz principal, o que fere o regulamento. Todas as apostas no tênis por pessoas relacionadas ao jogo são estritamente proibidas.

"Nenhuma pessoa que cobre ou está direta ou indiretamente relacionada a esse esporte pode apostar, conspirar ou tentar apostar no resultado ou em qualquer outro aspecto de qualquer evento ou competição de tênis", estabelecem as regras.

Comentários
Raquete novo
Suzana Silva