Notícias | Dia a dia
Jovem canadense se inspira em Pelé, Tyson e Messi
14/04/2020 às 16h02

A canadense de 17 anos Leylah Fernandez vivia um ótimo momento no circuito

Foto: Arquivo

Montréal (Canadá) - A canadense Leylah Fernandez vivia um ótimo momento no circuito antes de as competições serem paralisadas por conta da pandemia da Covid-19 e o do risco de transmissão do novo coronavírus. Nos três últimos torneios antes da parada, a jovem de 17 anos bateu a top 5 Belinda Bencic na Fed Cup, chegou à final em Acapulco e às quartas em Monterrey, onde derrotou Sloane Stephens.

Atualmente no 118º lugar do ranking, Fernandez tenta se inspirar em ídolos de diferentes esportes. Em entrevista ao site da ITF, a canadense conta que parte de seu treinamento consiste em acompanhar vídeos de futebol com Pelé e Lionel Messi, lutas de boxe de Mike Tyson e Floyd Mayweather, partidas de hóquei de Sidney Crosby e Wayne Gretzky, além de atuações de Isaiah Thomas no basquete.

"Meu pai [e treinador Jorge Fernandez] pede para eu estudar jogadores de diferentes esportes para entender que minha estatura é perfeita para as minhas habilidades e personalidade", disse a jogadora de 1,62m. "Eu analiso a criatividade, a singularidade, o uso de ângulos, a velocidade e a fluidez de seus movimentos".

"Quero conquistar meu lugar no circuito e ser considerada uma campeã", avalia a vencedora do torneio juvenil de Roland Garros do ano passado e ex-líder do ranking mundial da categoria. "Amo tênis e realmente acredito que sou muito competitiva. Sinto que ter essas características me ajudarão a chegar lá".

"Também me concentro em ter um excelente QI de tênis, acreditando no meu estilo e usando outros jogadores em diferentes esportes como motivação. Eu não sou tão grande quanto as outras jogadoras do circuito, então suponho que houve momentos em que fui subestimada", comentou a promissora atleta canadense, que ocupava apenas o 209º lugar do ranking da WTA no início deste ano.

Fernandez também falou sobre a expressiva vitória sobre Bencic no confronto entre Canadá e Suíça pela Fed Cup em fevereiro. "A vitória sobre a Bencic realmente me deu a confiança de que posso jogar no nível de uma top 5. Tenho muitos objetivos para o futuro e minha carreira e gostaria de continuar competindo nesse nível e vencer esse tipo de adversárias durante as semanas de torneios".

Comentários
Raquete novo
Suzana Silva