Notícias | Dia a dia
Thiem: 'Longa parada não irá prejudicar meu tênis'
12/04/2020 às 12h10

Thiem acredita que irá recuperar seu jogo com poucos dias de treinamento forte

Foto: Arquivo

Viena (Áustria) - Apesar de estar preocupado com a pandemia provocada pelo coronavírus e a necessária interrupção do circuito internacional, o austríaco Dominic Thiem afirma que a longa parada não irá prejudicar seu jogo. O número 3 do ranking não disputa torneios desde a derrota nas quartas de final do Rio Open, no dia 21 de fevereiro.

"Claro que toda esta situação terá um impacto enorme no restante de minha temporada, mas isso também acontecerá para todos os demais tenistas", assinala ele. "Isso significa que todos terão de se adaptar e ainda não temos noção de quando o circuito irá recomeçar".

Ele diz que tem conversado com sua equipe e que todos aguardam para ver como e quando deverá recomeçar a preparação mais forte para retomar as atividades. "Joguei tênis minha vida toda e manter a forma não será difícil para mim. No momento que recomeçar a bater na bola, tudo voltará muito rápido. Então acho que terei tempo de sobra para estar bem no primeiro torneio que acontecer".

Thiem começou 2020 com uma campanha excelente no Australian Open, que o levou à primeira final de Grand Slam fora do saibro, fazendo um jogo disputado contra Novak Djokovic. Isso também permitiu que ele atingisse o inédito terceiro lugar do ranking.

"No momento, refrescar a cabeça é mais importante do que treinar. Voltar para casa tem sido importante para mim. É onde me recupero de forma mais rápida, principalmente na parte mental. Geralmente não temos tempo de voltar para casa durante os torneios e sempre há algo novo a se vivenciar numa grande cidade".

Comentários
Raquete novo
Suzana Silva