Notícias | Dia a dia
Peruano é suspenso após testar positivo para maconha
09/04/2020 às 16h25

Arklon Huertas del Pino aceitou voluntariamente a suspensão provisória

Foto: Fotojump

Lima (Peru) - O peruano de 25 anos Arklon Huertas del Pino, 586º do ranking da ATP, aceitou voluntariamente um período de suspensão depois que ele violou um dos artigos do Programa Antidoping do Tênis ao testar positivo para cannabis, planta que dá origem à maconha. A divulgação do caso feita nesta quinta-feira pela Federação Internacional de Tênis.

Huertas del Pino fez um exame antidoping no dia 24 de outubro do ano passado, durante o challenger de Lima. A amostra de urina do jogador foi encaminhada para um laboratório da Agência Mundial Antidoping (WADA) em Montréal, no Canadá, que analisou o exame. A cannabis faz parte da categoria S8 (canabinóides) da lista de substâncias proibidas da WADA.

Formalmente acusado de violar as regras do antidoping desde o dia 27 de dezembro do ano passado, o tenista peruano ainda não jogou profissionalmente na atual temporada. Já na última quarta-feira, dia 8 de abril, ele chegou a um acordo com a ITF e aceitou a suspensão provisória. O período em que o jogador ficar voluntariamente afastado das quadras será descontado do tempo total de suspensão quando a sentença definitiva do caso for publicada.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva