Notícias | Outros
Murray e Kerber são confirmados em torneio virtual
09/04/2020 às 14h05

Madri (Espanha) - Três dias depois de anunciar a criação de um torneio virtual para substituir o Aberto de Madri, a organização do evento na capital espanhola já confirmou os primeiros nomes da competição que será disputada virtualmente. O britânico Andy Murray e o francês Lucas Pouille farão parte do torneio masculino, enquanto a alemã Angelique Kerber e a espanhola Carla Suárez Navarro estarão na chave feminina.

Em meio à pandemia de Covid-19, todas os torneios profissionais da ATP e da WTA estão suspensos até 13 de julho. Isso inclui o período em que aconteceriam o Masters 1000 e o Premier Mandatory de Madri, que seriam disputados entre os dias 1º e 10 de maio. Já o torneio virtual será realizado entre os dias 27 e 30 de abril na plataforma do game Tennis World Tour.

Entre os nomes já confirmado no torneio virtual, Andy Murray é o único que já foi campeão em Madri. O britânico de 32 anos já triunfou nas quadras da capital espanhola tanto no piso duro em 2008, quanto no saibro em 2015. O ex-líder do ranking ocupa atualmente o 129º lugar do ranking e ainda não jogou tênis profissionalmente nesta temporada.

Kerber, campeã de três Grand Slam e ex-número 1 do mundo será uma das atrações da chave feminina. "O Aberto de Madri Virtual Pro é um novo desafio para nós, tenistas, e algo que nunca havia sido feito antes", disse a experiente jogadora de 32 anos e 21ª do ranking. "É emocionante e uma boa oportunidade para competir de casa em um novo formato. Estou ansiosa para participar".

O ex-top 10 Lucas Pouille, atual 58º colocado no ranking da ATP, também falou sobre a inédita experiência que terá no mundo dos games. "Isso vai ser muito emocionante e desafiador", admitiu o francês. "Já comecei a treinar, porque quero vencer este torneio contra os meus colegas do circuito. Sei que alguns deles jogam muito bem".

Já Carla Suárez Navarro, de 31 anos, é ex-top 10 e atual 68ª do ranking, está em sua última temporada como tenista profissional. "O torneio de Madri sempre foi inovador e este é outro exemplo disso. Todos nós realmente sentimos falta do tênis e da adrenalina das competições e será interessante jogar em um formato diferente. Tenho certeza de que vamos nos divertir, além de animar os fãs e contribuir para uma boa causa".

Evento irá ajudar os tenistas
O torneio, que 16 tenistas da ATP e mais 16 da WTA, terá caráter solidário e irá ajudar os tenistas com dificuldades financeiras por conta da paralisação do circuito profissional. Haverá uma bolsa de 150 mil euros para os vencedores escolherem o destino da doação. Outros 50 mil euros serão destinados para reduzir o impacto social da pandemia. Além do torneio em si, estão previstos também alguns desafios entre tenistas e gamers profissionais com o objetivo de arrecadar fundos para as vítimas da doença.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva