Notícias | Dia a dia
ATP e WTA alertam jogadores sobre fundo solidário
06/04/2020 às 14h33

Paris (França) - Enquanto as autoridades do tênis tentam pensar em saídas para ajudar os jogadores que não podem competir pela suspensão do circuito e assim também não conseguem faturar nada com as premiações, uma empresa de gestão francesa criada há dois meses, a Atton & Price, lançou uma iniciativa que propõe a criação de um fundo coletivo para tenistas entre 50 e 500 do mundo.

Com objetivo de coletar o máximo de assinaturas para reivindicar às autoridades 20 milhões de euros para redistribuir neste período de cessação da atividade de tênis ligada ao Covid-19, a iniciativa da empresa francesa já foi rebatida pela ATP e pela WTA, que alertam os jogadores que isso não tem relação alguma com as entidades, segundo informa o L’Equipe.

“A carta deixa a entender que ATP, WTA e ITF estão trabalhando com a Atton & Price para formar esse fundo, mas não temos afiliação com eles. Recomendamos que você seja cuidadoso neste período e confirme a legitimidade de qualquer abordagem não solicitada”, disse um comunicado enviado aos tenistas.

Através de seu presidente Éric Brimberg e do advogado da empresa Olivier Roumélian, a Atton & Price reagiu imediatamente com outro comunicado de imprensa, insistindo que não haviam se colocado como colaboradores das entidades. “Reiteramos que a ação se destina a ajudar aqueles que precisam e que todas as pessoas que aderiram e continuam a aderir ou apoiar não estão vinculadas a nenhuma obrigação legal ou financeira".

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva