Notícias | Dia a dia
Fognini diz que tenistas não querem jogar sem público
02/04/2020 às 13h12

Roma (Itália) - A situação do circuito mundial fica cada vez mais complicada, com sucessivos cancelamentos. Tudo começou com Indian Wells, depois veio Miami e logo em seguida toda a temporada de saibro. Na última quarta-feira também foi cortada toda a temporada de grama, com destaque para o cancelamento de Wimbledon.

Em meio às dúvidas sobre o retorno das competições, o italiano Fabio Fognini disse em entrevista para La Gazzetta dello Sport que os tenistas não pretendem disputar torneios com portas fechadas e o circuito só deverá voltar quando for seguro jogar com público.

“Tenho o mesmo pensamento de Feliciano Lopez, que também é o diretor do torneio de Madri, Stan Wawrinka e Grigor Dimitrov, ninguém queria jogar, nem mesmo a portas fechadas. Porque os patrocinadores importam muito, mas jogamos para o público e são os espectadores que realizam os torneios”, afirmou o italiano.

“Com arquibancadas vazias, joguei a Copa Davis em Cagliari e foi muito triste”, complementou Fognini, que já no começo do surto de coronavírus se viu obrigado a disputar a série contra a Coreia do Sul, em casa, com os portões fechados, situação que se repetiu também no duelo entre japoneses e equatorianos em Miki.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva