Notícias | Dia a dia
Ex-técnico: 'Thiem seria jogador de futures sem mim'
31/03/2020 às 12h18

Viena (Áustria) - Nem sempre as relações entre técnicos e jogadores termina bem e em alguns casos, como aconteceu com a russa Anastasia Pavlyuchenkova, muitas farpas ficam pelo caminho. O mesmo aconteceu com o treinador Gunter Bresnik, que alfinetou duramente o ex-pupilo, o austríaco Dominic Thiem, em entrevista ao La Ola.

“A cada dia vejo o quão injustos foram comigo. Não foram honestos, não demonstraram valores e nem lealdade. Não guardo rancores, mas é claro que estou um pouco magoado porque me senti enganado. Dei muito pela equipe e sem mim Wolfang Thiem (pai do austríaco) seria um treinador num clube na Áustria e Dominic um jogador de futures”, afirmou.

Roland Garros e sua mudança unilateral de data também foi criticada pelo treinador. “O que fizeram foi uma distorção competitiva. Se um agricultor perde toda sua colheita no verão porque choveu muito, não vai poder fazê-la no outono. Tem que começar de novo”, disse Bresnik, alegando que o torneio deveria se programar para acontecer em 2021.

Questionado sobre os problemas que os tenistas possam ter no retorno ao circuito, seja lá quando for acontecer, o técnico aposta em um nível alto em pouco tempo, uma vez que os atletas têm trabalhado na forma mesmo durante a paralisação.

“Acho que a grande maioria dos tenistas vão estar, rapidamente, em forma. Todos eles estão treinando nas respetivas casas e penso que, em poucos dias de treino em quadra já irão recuperar o nível. Os mais jovens têm uma excelente oportunidade para poder se aproximar daqueles que estão com um ranking melhor”, finalizou.

Comentários
Loja - livros
Calhau