Notícias | Dia a dia
'Ajuda da ATP não virá logo', afirma presidente
30/03/2020 às 08h40

Miami (EUA) - A paralisação por causa do coronavírus tem sido sentida pelos tenistas, principalmente os que disputam torneios de menor nível, que não recebem muito e que dependem exclusivamente das premiações para viver. Sem renda, eles têm passado aperto e já organizaram uma petição para cobrar ajuda das entidades que controlam o tênis no mundo.

Responsável pelo circuito masculino, a ATP não descarta ajudar seus jogadores mais necessitados, mas avisa que isso não acontecerá tão logo. “Nossa capacidade de tomar quaisquer medidas de apoio ficará mais clara só quando soubermos a duração da crise e quando o circuito conseguirá voltar”, avisou o presidente Andrea Gaudenzi para a AAP.

Atual número 375, a georgiana Sofia Shapatava é uma das líderes do movimento que pede ajuda aos tenistas. Ela acredita que muitos jogadores não terão verba suficiente para voltar a competir depois da paralisação do circuito. “Muitas pessoas vão parar de jogar, já que vão gastar todas as últimas economias para sobreviver”, disse a tenista de 31 anos.

Comentários
Loja - livros
Calhau