Notícias | Dia a dia
Condenado por estupro, Bob Hewitt ganha condicional
27/03/2020 às 08h41

Johanesburgo (África do Sul) - Campeão de 15 Grand Slam como duplista e ex-treinador, o sul-africano Bob Hewitt foi condenado a seis anos de prisão, em 2015, depois de ser considerado culpado por estuprar e agredir sexualmente três jovens que treinou há mais de 20 anos. Preso desde setembro de 2016, ele ganhou liberdade condicional após cumprir mais de três anos de sua pena.

"O conselho de liberdade condicional chegou a uma decisão de colocar o Sr. Hewitt em liberdade condicional. Existem certas condições em anexo e ele terá que cumpri-las até que sua sentença de seis anos termine", sentenciou Singabakho Nxumalo, do Departamento de Serviços Correcionais.

Hewitt nasceu na Austrália e jogou como sul-africano no circuito. Depois de se aposentar, foi professor de tênis nos anos 1980 e 1990, quando abusou de três alunas menores de idade, que na época tinham entre 12 e 14 anos. Como profissional, ele conquistou nove títulos de Grand Slam de duplas e outros seis em duplas mistas, nas décadas de 1960 e 1970. Hewitt também chegou a ser o número 4 do mundo entre os duplistas no ano de 1977.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva