Notícias | Dia a dia
Bruno diz que adiamento olímpico foi sensato
24/03/2020 às 13h30

Duplista mineiro diz que planejamento segue o mesmo com Melo e só será adiado para 2021

Foto: Fotojump

Belo Horizonte (MG) - Um dos possíveis representantes brasileiros nos Jogos Olímpicos de Tóquio, o mineiro Bruno Soares elogiou a decisão tomada pelo comitê organizador da competição, que nesta terça-feira anunciou o adiamento do evento para 2021, mas ainda sem definir uma nova data para sua realização

“Acho que já era hora, foi uma medida sensata e a melhor coisa a se fazer nesse momento de crise e incerteza que estamos vivendo. Passar para 2021 não muda muito os nossos planos e dá uma folga para quando retomarmos as atividades e um alívio em nosso calendário para corrermos atrás desse tempo perdido sem competições”, disse o duplista mineiro.

“Nada do planejamento com o Marcelo (Melo) muda, só vai passar para o ano que vem. Buscar essa medalha segue sendo o objetivo número 1 do ano. Acho que agora é o momento de nos unirmos e trabalhar em conjunto para retomar as atividades normais o mais rápido possível”, complementou Soares.

Com a mudança olímpica para 2021, algumas incertezas irão pairar a respeito do torneio de tênis. A primeira delas é a data da competição, que ainda não foi sequer definida e também não foi pensada quando montaram o calendário da ATP. Outra é a classificação, que seria baseada no ranking de 24 de 8 de junho deste ano, mas que agora poderá sofrer mudanças com o adiamento.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis