Notícias | Dia a dia
Sequência de US Open e RG atrapalha menos a WTA
19/03/2020 às 16h11

Se no caso masculino a eventual disputa de Roland Garros logo após o US Open, caso se mantenham as datas até então estipuladas pelos dois Grand Slam, tem tudo para prejudicar bastante o espanhol Rafael Nadal, com 4.000 pontos a defender em cinco semanas, entre as mulheres a situação é mais tranquila, uma vez que a distância entre aquelas que mais somaram é bem menor.

Campeã no saibro parisiense, a australiana Ashleigh Barty conquistou 2.240 pontos nesses dois eventos e diferente de Nadal, que tem mais que o triplo da pontuação do segundo colocado, ela vê a canadense Bianca Andreescu em seu encalço. A campeã em Nova York somou 2.070 na dobradinha dos Slam, apenas 170 a menos do que a rival.

A distância continua apertada para a terceira colocada nessa lista, a norte-americana Serena Williams, que somou 1.430. A tcheca Marketa Vondrousova aparece logo atrás (1.300 pontos), não muito distante da britânica Johanna Konta, que fecha o top 5 com seus 1210 pontos. O restante do top 10 também vem bem próximo, sempre com diferenças mínimas entre elas.

Veja a lista com as 10 jogadoras que mais defendem pontos na soma de Roland Garros com o US Open:

1- Ashleigh Barty 2240 (2000 + 240)
2- Bianca Andreescu 2070 (70 + 2000)
3- Serena Williams 1430 (130 + 1300)
4- Marketa Vondrousova 1300 (1300 + 0)
5- Johanna Konta 1210 (780 + 430)
6- Belinda Bencic 910 (130 + 780) / Elina Svitolina 910 (130 + 780)
7- Amanda Anisimova 780 (780 + 0)
8- Madison Keys 670 (430 + 240) / Petra Martic 670 (430 + 240) / Donna Vekic 670 (240 + 430)
9- Elise Mertens 560 (130 + 430)
10- Simona Halep 500 (430 + 70) / Qiang Wang 500 (70 + 430)

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva