Notícias | Dia a dia
Barty diz não ter sido consultada por Roland Garros
19/03/2020 às 09h23

Sydney (Austrália) - Depois de ser acusada de definir a mudança de Roland Garros unilateralmente, a direção do torneio se defendeu e garantiu que consultou sim os atletas antes de fazer seu anúncio. Presidente da Federação Francesa de Tênis, Bernard Giudicelli deu como exemplo a conversa de Guy Forget, diretor do torneio, com o espanhol Rafael Nadal.

Contudo, por enquanto nenhum outro jogador confirmou ter sido consultado, nem mesmo a atual número 1 do mundo da WTA, a australiana Ashleigh Barty, que em entrevista à Associated Press revelou ser mais uma pega de surpresa. “Não falei com Guy e ninguém me disse nada”, contou a atual campeã do Grand Slam francês.

“Mas estou feliz que o torneio tenha sido remarcado e quero disputá-lo seja lá quando estiver marcado. Espero ter a chance de defender meu título em setembro, qualquer oportunidade de competir é algo que agarrarei com as duas mãos”, acrescentou a tenista de 23 anos, que também comentou a situação pela qual passa o mundo no momento.

Barty mostrou sua preocupação com o surto de coronavírus e disse estar ao menos fazendo sua parte. “No momento, existem coisas mais importantes no mundo e farei todo o possível para ajudar a manter todos nós seguros e saudáveis”, finalizou a líder do ranking, que com o congelamento dos pontos seguirá na ponta até o circuito voltar, por enquanto na temporada de grama.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis