Notícias | Dia a dia
Wimbledon adota série de medidas de segurança
17/03/2020 às 15h16

Torneio segue na data prevista, mas clube determinou limitações para o público

Foto: Divulgação

Londres (Inglaterra) - No mesmo dia em que a Federação Francesa de Tênis anunciou o adiamento de Roland Garros para o mês de setembro, os organizadores de Wimbledon também se manifestaram. O Grand Slam londrino está, por enquanto, mantendo a data inicialmente prevista entre 29 de junho e 12 de julho, mas adotará muitas medidas de segurança para evitar o risco de transmissão do novo coronavírus.

Seguindo a recomendação do governo para que as pessoas evitem reuniões sociais não essenciais e trabalhem em casa sempre que possível, o All England Lawn Tennis Club (AELTC) tomou a decisão de fechar o Museu de Wimbledon, além de excursões, loja e centro esportivo comunitário. Já as instalações externas do clube permanecerão abertas para os sócios.

O torneio de Wimbledon e toda a temporada de competições na grama seguem nos planos AELTC, que no ano passado passou a investir em melhorias nos torneios da ATP e WTA disputados no piso. No entanto, os trabalhos serão realizado com a equipe de funcionários reduzida.

"No centro de nossas decisões está o nosso compromisso com a saúde e a segurança de nossos membros, funcionários e público, e somos gratos ao governo e às autoridades de saúde pública por seus conselhos e apoio", disse Richard Lewis, diretor executivo do AELTC.

"Embora continuemos planejando o torneio, agiremos com responsabilidade enquanto acompanhamos a evolução dessa situação. Agradecemos a todos os nossos membros, funcionários, jogadores, parceiros, contratados e ao público por sua paciência e confiança, enquanto continuamos a navegar neste desafio global sem precedentes", acrescentou o dirigente.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis