Notícias | Dia a dia
Presidente da WTA mostra preocupação com RG
13/03/2020 às 14h20

Dirigente espera que a situação seja normalizada na época do Grand Slam francês

Foto: Arquivo

Nova York (EUA) - Em meio à suspensão de várias competições do circuito profissional do tênis, por conta do risco de transmissão do novo coronavírus, o presidente da WTA Steve Simon se mostra preocupado com a realização de Roland Garros. O segundo Grand Slam da temporada está marcado para acontecer entre 24 de maio e 7 de junho.

"Eu espero que, na época do torneio, estejamos numa posição em que as coisas voltem ao normal e Roland Garros possa acontecer. Mas acho que o prazo ainda vai ser muito apertado e sei que eles [organizadores do Grand Slam francês] devem estar muito nervosos com isso", disse Simon ao New York Times. "Você não pode dizer que não há perigo, mas é bom saber que eles estão a quase 60 dias de começar o evento, o que é bastante tempo".

Simon também falou sobre a decisão da WTA de cancelar pontualmente os torneios do circuito, em vez de fazer como a ATP e ITF que determinaram a suspensão das competições por até seis semanas. Com os cancelamentos já confirmados, a temporada feminina pode ser reiniciada a partir de 20 de abril, em Stuttgart e Istambul, uma semana antes de o circuito masculino ser retomado.

De acordo com o dirigente, alguns torneios enfrentariam dificuldades financeiras significativas se não acontecerem conforme o planejado. "Essa é a razão pela qual não estamos em uma corrida para sair cancelando metade da temporada. Queremos ver esses eventos operando, se pudermos, e queremos ver as jogadoras competindo e ganhando seu dinheiro e seus pontos".

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis