Notícias | Dia a dia
Fognini: 'Enfrentamos situação sem precedentes'
10/03/2020 às 11h42

Barcelona (Espanha) - Um dos países mais atingidos pela contaminação do novo coronavírus, a Itália tem sofrido com a epidemia no país e já realizou diversos eventos esportivos a portões fechados, como o confronto da Copa Davis com o a Coreia do Sul. Justamente por causa disso, Fabio Fognini destacou a importância de seguir as orientações das autoridades sanitárias.

Em entrevista ao Tenis Italiano, o atual 11 do mundo lamentou o cancelamento de Indian Wells, mas disse entender a situação. Ele também revelou ter conseguido escapar de viajar até a Califórnia para não jogar, uma vez que soube que não haveria torneio às 4h30 de segunda-feira (no horário italiano) prestes a embarcar no voo, mudando de planos e indo então treinar em Barcelona.

“O vírus é um problema que afeta o mundo inteiro, não apenas a Itália. Como tenista, posso dizer que enfrentamos uma situação sem precedentes e não me lembro de nada parecido. Não disputar o primeiro Masters 1000 da temporada é algo realmente estranho. Mas insisto que, em uma situação tão delicada como esta, a coisa mais importante e imediata é resolver esse problema”, falou Fognini.

“Estamos aguardando novas medidas semelhantes a serem tomadas. Em uma situação como essa, é essencial colocar a saúde em primeiro lugar. Devemos respeitar as regras e evitar ter contato com muitas pessoas durante os eventos”, afirmou o italiano, destacando as orientações dadas em conjunto pela ATP e a WTA para as próximas semanas.

Fognini reforçou o respeito às diretrizes impostas, mas também não escondeu a frustração por não poder jogar um dos maiores torneios da temporada. “Obviamente, para todos nós tenistas o cancelamento de Indian Wells é um balde de água fria, mas é preciso pensar na comunidade e estar unido neste momento, respeitando todas as regras e medidas”, finalizou.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis