Notícias | Copa Davis
Monteiro sofre virada em 3 tiebreaks e Brasil perde
07/03/2020 às 08h19

Adelaide (Austrália) - Depois de uma incrível vitória de virada da dupla, que manteve viva as chances brasileiras no confronto, foi a vez do roteiro se inverter. Na primeira partida de simples do sábado quem saiu na frente foi o cearense Thiago Monteiro, mas quem acabou levando a melhor foi o australiano John Millman, que triunfou em duelo apertadíssimo e definido em três tiebreaks, com placar final de 6/7 (6-8), 7/6 (7-3) e 7/6 (7-3), após 3h05 de uma intensa batalha.

Com o resultado, o Brasil voltará para o Grupo Mundial I da Copa Davis e irá aguardar o sorteio das equipes para saber quem enfrentará em setembro para buscar novamente uma vaga no playoff do ano seguinte. Do outro lado a Austrália conseguiu a classificação para as finais de Madri, que serão disputadas em novembro, com as melhores equipes do planeta.

Apesar da derrota, Monteiro teve alguns números de destaque como os 17 aces e o aproveitamento de 75% dos pontos disputados com o primeiro serviço. Só que Millman também foi muito bem com a primeira bola e venceu 89% dos pontos. O cearense levou a melhor nos winners, somando 27 contra 18 do rival, mas abusou dos erros não forçados e terminou com 79 contra 43 do australiano.

O canhoto cearense chegou a ter quebra de vantagem no primeiro set, sacando em 4/3, só que logo após conseguir o break foi ele que acabou quebrado. Ele ainda teve duas chances de bater o saque de Millman no nono game, mas não as aproveitou e teve que definir a sorte no tiebreak. Monteiro foi melhor no desempate e no segundo set-point que teve fez 8-6 e largou na frente.

Atual 43 do mundo, o australiano seguiu firme na partida e perdeu apenas cinco pontos com o saque na segunda parcial. Monteiro também não foi ameaçado e sem chances de quebra para qualquer um dos lados, novamente o tiebreak acabou decidindo. Desta vez o australiano abriu 4-0 de frente e não permitiu reação do brasileiro para empatar o jogo,

No terceiro e decisivo set, novamente as quebras não aconteceram. Houve apenas um break-point em toda a disputa, salvo por Monteiro no sexto game. O terceiro tiebreak da partida ficou com o atleta da casa, que somou três mini-breaks contra apenas um de Monteiro, fechando o confronto ao marcar 7-3.

Comentários