Notícias | Dia a dia
Bia cai no ranking e Cé é a nova número 1 do Brasil
02/03/2020 às 14h56

Cé perdeu apenas uma posição em relação à lista da semana anteiror

Foto: Arquivo

Miami (EUA) - A atualização do ranking da WTA desta segunda-feira teve uma mudança na ordem de classificação entre as melhores brasileiras da lista. Enquanto Beatriz Haddad Maia perdeu espaço, Gabriela Cé assumiu o posto de número 1 do país.

Suspensa das competições até o dia 22 de maio, depois de ter testado positivo em exame antidoping realizado em julho do ano passado, Bia não teve condições de defender 78 pontos no WTA de Acapulco. No ano passado, ela foi desde o quali até as quartas de final, chegando a bater a então top 10 Sloane Stephens. Com isso, perdeu 136 posições e agora aparece apenas no 281º lugar.

A queda brusca no ranking para a paulista de 23 anos acabou permitindo que Gabriela Cé a ultrapassasse. A canhota gaúcha de 26 anos é a atual 232ª do ranking. Cé perdeu apenas uma posição em relação à lista da semana anteiror. Ela tenta se aproximar da melhor marca da carreira, que foi o 221º lugar, alcançado no ano passado.

A número 3 do Brasil é a pernambucana Teliana Pereira, 362ª do ranking, seguida por Thaísa Pedretti (379ª), Carolina Meligeni Alves (403ª) e Laura Pigossi (417ª). Entre essas jogadoras, Carol Meligeni foi quem mais subiu em relação à semana anterior, já que ganhou nove posições.

Stefani perde uma posição nas duplas
A número 1 do Brasil nas duplas segue sendo Luisa Stefani. A paulista de 22 anos perdeu uma posição depois de ter caído na estreia em Doha e agora aparece no 46º lugar. Ela só precisa ultrapassar mais uma jogadora para voltar ao melhor ranking da carreira.

O top 200 conta também como Laura Pigossi, 135ª do ranking. Um pouco abaixo, aparecem Carolina Meligeni Alves (216ª), Gabriela Cé (218ª), enquanto Paula Gonçalves é a 227ª do ranking.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis