Notícias | Dia a dia
Nadal confirma e pega 'freguês' Dimitrov na semi
28/02/2020 às 07h20

Acapulco (México) - Com sua exibição mais firme da semana, o espanhol Rafael Nadal confirmou seu amplo favoritismo, superou o coreano Soonwoo Kwon por 6/2 e 6/1, em 1h31 de confronto, e com isso ganhou o direito de enfrentar o 'freguês' Grigor Dimitrov nesta sexta-feira.

Dimitrov, que perdeu nada menos que 12 dos 13 duelos já feitos contra o espanhol, precisou suar bem mais. Tirou o amigo suíço Stan Wawrinka, por duplo 6/4. A única vitória de Dimitrov sobre Rafa foi em Pequim de 2016 e desde então ele já sofreu mais cinco derrotas.

Nadal continua assim em busca do terceiro título em sua quinta aparição em Acapulco, mas o primeiro fora do saibro, já que ele foi campeão em 2005 e 2013. Sua única final na quadra sintética, que passou a ser usada em 2014, foi há três anos quando perdeu para Sam Querrey.

Kwon, de 22 anos, tem sido uma surpresa neste começo de temporada. Esta foi sua quarta presença seguida em quartas de final de nível ATP, repetindo Pune, Nova York e Delray Beach. Até então, ele só havia enfrentado um top 10, o russo Karen Khachanov.

Para marcar sua 11ª vitória em 14 jogos feitos na temporada, o canhoto espanhol mostrou eficácia nos pontos importantes, converteu quatro dos seis break-points que teve a seu favor e salvou os oito que enfrentou. No primeiro set foram duas as quebras, uma no quarto game e outra no oitavo e último. Nadal ainda salvou três break-points no sétimo, saindo de 0-40.

O segundo set começou complicado para o canhoto de Mallorca nos saques, encarando dois break-points contra logo no primeiro game e mais três no terceiro. Contudo, ele se salvou todas as vezes e ainda conseguiu uma quebra entre elas, largando com 3/0. Um novo break, no sexto game, ampliou a vantagem, e bastou a Nadal confirmar o saque no game seguinte para fechar o jogo.

A outra semifinal será toda norte-americana, entre o já veterano John Isner e o jovem Taylor Fritz. Semifinalista do torneio também no ano passado, o gigante Isner venceu pela segunda vez seguida o compatriota Tommy Paul, saido do qualificatório, por 7/6 (7-3), 3/6 e 6/2, enquanto Fritz atinge a melhor campanha da temporada ao superar o britânico Kyle Edmund, recém campeão de Nova York, por 6/4 e 6/3. Será o quarto confronto, com duas vitórias de Isner.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis