Notícias | Dia a dia
Barty supera Muguruza e revê Kvitova na semi
27/02/2020 às 19h14

Barty venceu os quatro últimos jogos que fez contra Kvitova no circuito

Foto: Divulgação

Doha (Qatar) - A número 1 do mundo Ashleigh Barty superou um bom teste nesta quinta-feira e garantiu vaga na semifinal do WTA Premier 5 de Doha. No encontro entre duas campeãs de Grand Slam, Barty venceu a espanhola Garbiñe Muguruza por 6/1, 6/7 (4-7) e 6/2 em 1h53 de partida.

Leia mais: Kuznetsova derruba Bencic nas quartas e enfrenta Sabalenka

A diferença no número de winners foi muito pequena, com 23 a 21 para Barty, mas a australiana cometeu apenas 18 erros não-forçados contra 30 da rival. A líder do ranking sequer enfrentou break points no set inicial e quebrou duas vezes. Na parcial seguinte, uma quebra para cada lado e amplo domínio da espanhola no tiebreak, que teve muitos erros da australiana.

Barty salvou um break point na abertura do último set antes de voltar a dominar o jogo. A australiana tentou apenas bloquear o saque da espanhola nas devoluções e conseguiu quebrar três vezes seguidas o serviço de Muguruza para marcar sua segunda vitória em três duelos contra a rival.

Atual campeã de Roland Garros, Barty alcança sua terceira semifinal da temporada. Ela venceu o Premier de Adelaide ainda em janeiro e chegou ao Australian Open cercada de muita expectativa por um título inédito em casa. A número 1 do mundo vinha fazendo boa campanha em Melbourne até ser eliminada na semifinal pela norte-americana Sofia Kenin, que terminaria o torneio com o título.

Já Muguruza faz um início de temporada consistente. A espanhola de 26 anos foi vice no Australian Open, onde poderia ter conquistado o terceiro Grand Slam de sua carreira, e também chegou pelo menos às quartas nos outros quatro torneios que disputou. Ex-líder do ranking, ela começou a temporada no 35º lugar e já aparece na 16ª posição.

Barty enfrenta na semifinal a tcheca Petra Kvitova, número 11 do ranking. O jogo está marcado para para não antes de meio-dia (de Brasília) desta sexta-feira. Será o nono encontro entre elas e irá desempatar o retrospecto. Kvitova venceu os quatro primeiros encontros, enquanto Barty levou a melhor nas quatro últimas. A outra semifinal começa às 11h e terá a bielorrussa Aryna Sabalenka e a russa Svetlana Kuznetsova.

Tcheca vence em dois tiebreaks e elimina Jabeur
Campeã em Doha no ano de 2018, Petra Kvitova venceu uma difícil partida de dois tiebreaks contra a tunisiana Ons Jabeur. A canhota tcheca de 29 anos marcou as parciais de 7/6 (7-2) e 7/6 (7-4) em 1h44 de partida. Bastante agressiva do fundo de quadra, Kvitova soube lidar com as variações de altura e peso de bola impostas pela tunisiana e definiu a vitória com um match point espetacular.

O equilíbrio no placar também aparece nas demais estatísticas da partida. Kvitova fez apenas um winner a mais que sua adversária, 21 contra 20 de Barty. Por conta de seu estilo de jogo, a tcheca cometeu maior número de erros, 28 contra 21. O aproveitamento de break points foi idêntico, com cinco quebras em oito chances para cada jogadora. Equilíbrio também no total de pontos, 85 a 81.

Eliminada nas quartas de final, Jabeur vinha de uma grande vitória sobre a número 3 do mundo Karolina Pliskova. A tunisiana de 25 anos e 44ª do ranking atraiu muita torcida para o estádio durante toda a semana em Doha. Isso também havia acontecido em Dubai na semana passada. Jabeur ganhou o carinho do público local depois de ter feito uma ótima campanha no Australian Open, chegando às quartas de final. Com isso, tornou-se a mulher de origem árabe com melhor desempenho em Grand Slam.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva