Notícias | Dia a dia
Retorno de Nishikori será com portões fechados
26/02/2020 às 21h54

Nishikori disputará seus primeiros jogos desde o US Open do ano passado

Foto: Arquivo

Miki (Japão) - A volta de Kei Nishikori acontecerá no confronto entre Japão e Equador pelo qualificatório mundial da Copa Davis, que será disputado nos dias 6 e 7 de março na cidade de Miki, em quadra dura e coberta. Os jogos, entretanto, não terão presença de público no estádio, por conta do surto de coronavírus no país.

A Federação Internacional de Tênis (ITF) confirmou na última terça-feira que o confronto acontecerá com portões fechados. A decisão foi referendada pela Associação Japonesa de Tênis (JTA), pela Agência Japonesa de Eportes e também pelo Ministério da Saúde, Trabalho e Seguridade Social do país. Os fãs que já tinham ingressos para os jogos devem entrar em contato com a JTA.

Quem vencer o duelo entre Japão e Equador disputará a fase final da Copa Davis, acontecerá em Madri no mês de novembro. Já a equipe perdedora disputará um playoff pelo Grupo Mundial I no mês de setembro.

Nishikori faz seus primeiros jogos no ano
Grande estrela da equipe japonesa, Nishikori disputará seus primeiros jogos desde o US Open do ano passado. O jogador de 30 anos e ex-número 4 do mundo aparece atualmente no 31º lugar do ranking e não vinha atuando nos últimos meses porque fez uma cirurgia no cotovelo direito em outubro.

O time do Japão ainda terá o 48º do ranking Yoshihito Nishioka, o 99º colocado Yasutaka Uchiyama, além de Go Soeda e o duplista Ben McLachlan. Por sua vez, a equipe equatoriana aposta em Emilio Gomez, Roberto Quiroz, Gonzalo Escobar, Diego Hidalgo e Cayetano March.

Torneios cancelados por coronavírus
Nas últimas semanas, as entidades que comandam o circuito do tênis vinham tomando algumas medidas de segurança relacionadas ao surto do coronavírus. A China foi eliminada da disputa da Davis e quatro challengers no país foram cancelados, assim como um torneio da série 125k da WTA.

Já no último domingo, após o surto do vírus na Itália, a ATP cancelou a final do challenger de Bérgamo. A decisão seguiu ordem do governo italiano que suspendeu todas as competições esportivas que aconteceriam nas regiões da Lombardia (onde fica Bérgamo) e do Vêneto. O procedimento adotado pela ATP foi oferecer a pontuação e a premiação do vice-campeonato aos dois finalistas: o ucraniano Illya Marchenko e o francês Enzo Couacaud.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva