Notícias | Dia a dia
Nadal e Zverev vencem na estreia de Acapulco
26/02/2020 às 01h14

Eficiência de primeiro serviço de Nadal no segundo set beirou os 40% e isso lhe deu mais trabalho

Foto: ATP

Acapulco (México) - Em seu primeiro torneio oficial desde o Australian Open, o espanhol Rafael Nadal dominou outra vez o compatriota Pablo Andujar, hoje 54º do ranking. Apesar de pequeno vacilo no começo da partida, marcou 6/3 e 6/2 em exatos 90 minutos.

Seu próximo adversário será o jovem sérvio Miomir Kecmanovic, que na segunda-feira superou de virada o australiano Alex de Minaur, por 3/6, 6/4 e 6/3. Aos 20 anos, Kecmanovic é o 50º do mundo no momento.

Duas vezes campeão, em 2005 e 2013 quando o torneio ainda acontecia sobre o saibro, Nadal só fez uma final na quadra dura de Acapulco, em 2017. No ano passado, perdeu três match-poionts no duelo de segunda rodada contra Nick Kyrgios.

Para alcançar sua quarta vitória seguida sobre Andujar, a primeira em piso sintético, o número 2 do ranking, Nadal abriu a partida com quebra, mas permitiu reação no quarto game. Num jogo marcado pelas trocas de bola, sempre se mostrou mais ofensivo e teve três chances de antecipar a vitória no primeiro set.

Tudo parecia caminhar com rapidez quando Rafa obteve duas quebras nos cinco primeiros games do segundo set e abriu 4/1, mas outra vez o saque se mostrou irregular. com média de acerto que beirou os 40%. Ainda assim, voltou a ser muito superior ao adversário

Zverev e Aliassime avançam
Finalista do ano passado, quando caiu diante de Kyrgios, o alemão Alexander Zverev manteve o embalo de sua ótima campanha no Australian Open e superou o qualificado Jason Jung, por 7/6 (8-6) e 6/1.

O cabeça 2 faz agora um duelo da nova geração diante do norte-americano Tommy Paul, vindo do qualificatório e que virou em cima do compatriota Mackenzie McDonald na segunda-feira, por 6/7, 6/4 e 6/4. O taiwanês, número 119 do ranking, chegou a ter 4/1 no primeiro set e 5-4 no tiebreak, mas depois foi dominado totalmente.

Ótimo resultado obteve o canadense Felix Aliassime, que viajou do frio de Marselha, onde fez final no domingo, para o calor mexicano e ainda teve pernas para ganhar do australiano Alex Bolt, por 6/3 e 7/6 (7-5). Ele tentará quartas de final diante do britânico Kyle Edmund.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva