Notícias | Dia a dia
Thiem sofre de novo, avança e fica perto do top 3
21/02/2020 às 00h48

Thiem precisa de mais uma vitória no saibro carioca para ultrapassar Federer no ranking da ATP

Foto: Fotojump

Rio de Janeiro (RJ) - O austríaco Dominic Thiem não teve moleza para superar a segunda rodada do Rio Open. Apesar do favoritismo no duelo contra Jaume Munar, foi o espanhol que saiu na frente e obrigou o atual número 4 do mundo a buscar a virada, fechando o jogo com o placar final de 6/7 (5-7), 6/3 e 6/4, depois de 2h41 de batalha.

Nas quartas de final, o austríaco terá pela frente o italiano Gianluca Mager, que mais cedo vencera o duelo de qualis contra o português João Domingues. Além de valer uma vaga na semi do torneio, Thiem também jogará por um lugar no top 3, ultrapassando no ranking o suíço Roger Federer, que passou por uma cirurgia no joelho e agora só voltará a competir na temporada de grama.

Depois de oscilar na estreia, Thiem mais uma vez não mostrou seu melhor tênis e saiu perdendo de Munar. O primeiro set teve poucas oportunidades de quebra, duas para o espanhol e uma para o austríaco, mas nenhuma delas se concretizou. A definição foi então para o tiebreak, em que os sacadores vacilaram bastante, mas no fim das contas Munar levou a melhor e saiu na frente.

O espanhol manteve o embalo e venceu os dois primeiros games da segunda parcial e deu um susto na torcida do austríaco. Só que depois disso Thiem teve um bom momento, anotou duas quebras seguidas e respirou aliviado. Ele ainda bateu o saque de Munar uma vez mais para fechar o set e empatar o confronto.

No terceiro e decisivo set, mais uma vez Thiem falhou em deslanchar. O austríaco quebrou no sexto game, mas no sétimo foi quebrado de volta. No décimo game veio a decisão, com Munar perdendo o saque e a partida.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis