Notícias | Dia a dia
Clezar vence mais uma e faz quartas em Morelos
20/02/2020 às 15h16

Clezar vinha de uma vitória expressiva sobre favorito indiano na segunda rodada

Foto: Divulgação

Morelos (México) - Um dia depois de eliminar um dos principais favoritos do challenger de Morelos, Guilherme Clezar conseguiu mais uma vitória no torneio mexicano em quadras duras e garantiu seu lugar nas quartas de final. Ele superou nesta quinta-feira o equatoriano Roberto Quiroz, 266º do ranking, por 7/6 (7-2) e 6/2.

Clezar vinha de uma vitória expressiva sobre o indiano Ramkumar Ramanathan, cabeça 4 do torneio e número 179 do mundo, pela segunda rodada. Antes disso, o jogador de 27 anos eliminou o equatoriano Diego Hidalgo.

Atualmente no 297º lugar do ranking, Clezar tem como melhor marca da carreira a 153ª posição, alcançada em agosto de 2015. A campanha até as quartas de final rende 15 pontos na ATP e ele pode fazer 29 pontos se vencer mais uma. O gaúcho de Porto Alegre descarta apenas três pontos nesta semana e vai recuperando quase 20 posições.

A vitória desta quinta-feira foi a sétima na temporada para Clezar, que chega às quartas de final de um challenger pela segunda vez em 2020. Ele já havia feito essa campanha no saibro de Punta del Este. Em busca da primeira semifinal do ano, enfrentará o alemão Daniel Altmaier, que ganhou do tunisiano Skander Mansouri por abandono ainda no final do primeiro set.

Veja como foi a vitória de Clezar pelas oitavas

Clezar não enfrentou break points na partida. Ele cedeu apenas 15 pontos em seus games de saque e 85% dos pontos jogados com seu primeiro serviço. O set inicial não teve quebras, apesar de o gaúcho ter criado três break points ao longo da parcial, antes da definição no tiebreak.

O segundo set foi mais tranquilo para Clezar, que colocou 78% de primeiros serviços em quadra e só perdeu seis pontos em seus games de saque. Além de ser pouco ameaçado, ele pressionou o serviço de Quiroz com maior frequência, criando cinco chances de quebra e aproveitando duas delas. Clezar rapidamente abriu 4/0 no placar e teve chances de ampliar a diferença no placar. Ainda que o equatoriano escapasse de duas novas quebras e salvasse três match points, a vitória brasileira foi confirmada com tranquilidade.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis