Notícias | Dia a dia
Edmund volta enfim aos títulos em Nova York
16/02/2020 às 20h29

Edmund retorna ao 45º posto do ranking com seu tíutlo no sintético coberto de Nova York

Foto: ATP

Nova York (EUA) - Considerado como o sucessor de Andy Murray, o britânico Kyle Edmund pode ter a oportunidade de reiniciar uma trajetória de ascensão. Neste domingo, ele finalmente voltou aos títulos e conquistou o ATP 250 de Nova York em cima do veterano italiano Andreas Seppi. Depois de um primeiro set duro, Edmund embalou e fechou a partida com placar de 7/5 e 6/1.

Aos 25 anos, Edmund conquistou seu único título até então no segundo semestre de 2018, no torneio da Antuérpia. Naquela ocasião, avançava no ranking e chegou a figurar no 14º posto. Após fase de problemas físicos e falta de confiança, entrou em Nova York apenas no 62º posto.

Para conquistar sua quinta vitória em seis duelos diante de Seppi, Edmund foi muito bem com o saque a favor. Acertou 69% do primeiro serviço, perdendo apenas dois desses pontos e cravando 11 aces. Jamais permitiu um break-point. Seppi também vinha firme nos seus games de serviço até sofrer a quebra fatal no 12º game do primeiro set. Daí em diante, o britânico pressionou o tempo todo e aproveitou dois de um total de seis break-points que construiu.

Dez anos mais velho, Seppi também já figurou entre os 20 primeiros do ranking e atingiu a 10ª final da carreira. Buscava o quarto título da carreira e o primeiro desde outubro de 2012. Desde então coleciona quatro vices.

O título de duplas também teve britânico: Dominic Inglot fez parceria com o paquistanês Aisam Qureshi para derrubar os locais Steve Johnson e Reilly Opelka, por 7/6 (7-5) e 7/6 (8-6).

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva