Notícias | Outros
Natan abandona e fica com o vice no Banana Bowl
16/02/2020 às 17h00

Natan deve se aproximar da faixa dos 10 primeiros do ranking juvenil com a campanha no Banana

Foto: Luiz Cândido/Divulgação

Criciúma (SC) - Uma indisposição estomacal forçou o baiano Natan Rodrigues a abandonar a final dos 18 anos do Banana Bowl ao final do primeiro set. E assim o chinês Hanwen Li se tornou o primeiro asiático a conquistar a principal categoria da tradicional competição, que festejou sua 50ª edição. Li venceu o primeiro set por 6/4 e aí viu o brasileiro pedir atendimento médico e se retirar.

Segundo a assessoria de imprensa da Confederação Brasileira, Natan já entrou em quadra sem condições ideais de jogo e teria se esforçado ao máximo em respeito ao público. Com a pontuação do torneio, que passou a ser válido para o grupo A do ranking mundial, Natan deve se aproximar do top 10 na próxima atualização.

"Fizemos um grande primeiro set, lutando por cada bola, por cada ponto. Talvez a sorte tenha me ajudado em alguns momentos, mas foi um excelente primeiro set. Sinto muito por ele ter enfrentado um problema físico", destaca o chinês, que entra para o grupo de campeões da competição, onde já figuraram nomes como John McEnroe, Andy Roddick e Thomas Muster.

Na decisão feminina, a norte-americana Elvina Kalieva ganhou da espanhola Leyre Romero Gormaz, por 6/1, 1/6 e 6/2. Essa foi a primeira final de um torneio de nível A da ITF para as duas tenistas. "É um sentimento fantástico, esse é um dos maiores torneios do mundo, então é incrível. Tentei ser mais agressiva durante o jogo, bater na bola mais cedo, mas fiquei bastante nervosa e tensa durante o jogo. Acredito que fiz uma partida bastante consistente", comemorou Kalieva.

Brasileiras vencem os 14 e 16 anos
O tênis feminino brasileiro se destacou na disputa das categorias 14 e 16 anos do Banana Bowl, realizadas no Novo Rio Country Clube, no Rio de Janeiro. A gaúcha Amanda de Oliveira venceu os 16 ao superar a boliviana Masha Gimenez, por 7/5 e 6/0. Na estreia, havia tirado a favorita venezuelana Daniela Rivera. Já a carioca Olivia Carneiro superou a colombiana Mariapaz Ospina na final, por 6/4 e 6/2, nos 14 anos.

No masculino, o argentino Lucca Guercio ficou com o título na categoria 14 anos, enquanto o paraguaio Martin Vergara foi campeão na 16 anos. Guercio bateu na final o venezuelano Oscar Freitas, por 6/2 e 7/5, e Vergara superou o colombiano Nicolas Mendoza, por 6/1 e 6/4.

Na categoria 12 anos, valendo pontos para o ranking nacional, Pedro Chabalgoity ficou com o título após vencer Pedro Dietrich, por 6/0 e 6/3, e Leticia Marangoni ganhou de Victória Barros, 6/2 e 6/0.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis