Notícias | Dia a dia
Jogadores 'abrem mão' de 15 mil euros em Roterdã
12/02/2020 às 13h56

Roterdã (Holanda) - Um fato curioso aconteceu nesta quarta-feira no ATP 500 de Roterdã. Por causa da desistência do moldávio Radu Albot, abriu-se uma vaga na chave principal do torneio para um lucky-loser, só que nenhum dos 10 eliminados no qualificatório se deu o trabalho de assinar a lista de entrada e o lugar acabou ficando vago.

Além de perder a chance de disputar a chave principal de um ATP 500, os 10 tenistas deixaram de embolsar pelo menos 15.510 euros, premiação dada a todos os eliminados na primeira rodada do torneio. O grande beneficiado foi o italiano Jannik Sinner, que sequer precisou jogar para avançar para a segunda fase.

A lista de tenistas que poderiam ter aproveitado a oportunidade tem o australiano Alexei Popyrin, o finlandês Emil Ruusuvuori, o alemão Yannik Maden, o ucraniano Sergyi Stakhovski, o austríaco Dennis Novak, o canadense Steven Diez e os holandeses Botic Van de Zandschulp. Jesper De Jong, Ryan Nijboer e Miliaan Niesten.

O promissor italiano já garantiu premiação de 28.080 euros e pelo menos 45 pontos no ranking, podendo somar mais se continuar avançando. Seu próximo adversário será o belga David Goffin, que saiu perdendo do convidado da casa Robin Haase, mas depois foi buscar a virada e fechou o jogo com parciais de 3/6, 7/6 (7-5) e 6/4.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis