Notícias | Outros
Natan, Heide e Oliveira avançam no Banana Bowl
11/02/2020 às 19h52

O baiano Natan Rodrigues é o principal cabeça de chave do torneio em Criciúma

Foto: Luiz Candido/CBT

Criciúma (SC) - Os brasileiros que aparecem entre os principais cabeças de chave do Banana Bowl estrearam com vitória na 50ª edição do torneio infanto-juvenil mais tradicional da América Latina. Natan Rodrigues, Gustavo Heide e Bruno Oliveira avançaram na competição ITF GA disputada nas quadras de saibro Sociedade Recreativa Mampituba, em Criciúma (SC).

Principal cabeça de chave do torneio e 14º colocado no ranking mundial juvenil, o baiano Natan Rodrigues venceu o sérvio Stefan Popovic por 6/3 e 6/1. Em busca de uma vaga nas oitavas, ele enfrenta o norte-americano Victor Lilov.

Também cabeças de chave, Bruno Oliveira (7) e Gustavo Heide (8) avançaram. Oliveira estreou com vitória sobre o compatriota Pedro França por duplo 6/4 e na próxima fase enfrenta o brasileiro Nicolas Zanellato, que venceu o boliviano Juan Carlos Prado por 6/1 e 6/3. Heide, que na última semana chegou à semifinal do Brasil Juniors Cup, manteve o embalo ao superar o japonês Kenta Miyoshi por duplo 6/1. Enfrenta agora o chinês Juncheng Shang, que fez 6/3 e 6/2 contra Joaquim de Almeida.

Mais vitórias brasileiras em Criciúma
João Loureiro, Rodrigo Braunstein e João Schiessl também avançaram no Banana Bowl. Loureiro venceu o argentino Matias Iturbe por 6/3 e 6/2 e enfrenta o búlgaro Petr Nesterov. Braunstein bateu o paraguaio Lucas Risso por 7/5 e 6/3 e enfrenta o francês Martin Breysach. Já Schiessl fez 6/3 e 6/4 conta o paraguaio Agustin Lorberg. Ele agora enfrenta o argentino Alex Barena.

Nos duelos nacionais, Breno Marques marcou 6/0 e 6/2 contra Pedro Sasso e enfrenta o argentino Santiago de la Fuente, Matheus Costa Paiva derrotou Luis Fernando Reis por 7/5, 4/6 e 6/1 e desafia o chinês Hanwen Li. Já Gabriel Generoso superou Marcon Antonio Sommer por 6/2 e 6/3. Seu próximo rival é o argentino Roman Burruchaga.

Duas vitórias brasileiras no feminino
Na chave feminina, a catarinense Priscila Janikian e a carioca Isabela Mercante se classificaram para a segunda rodada. Janikian venceu a norte-americana Hina Inoue por 6/4 e 7/5 e vai enfrentar a italiana Beatrice Ricci. Mercante, que ganhou da australiana Roopa Bains por 6/2, 6/7(6) e 6/1, enfrenta a uruguaia Guillermina Grant, que evitou um duelo nacional ao vencer Lorena Cardoso por 6/2 e 6/1.

Maria Turchetto perdeu por 6/4 e 6/0 para a cabeça 1 peruana Dana Guzman, enquanto Camilla Bossi sofreu 7/5 e 6/3 da segunda favorita equatoriana Mell Reasco. Já em duelo de três sets, Namie Isago perdeu da paraguaia Leula Britez por 4/6, 6/4 e 6/2.

Também pela primeira rodada, Maria Menezes sofreu um duplo 6/2 da italiana Eleonora Alvisi, Luana Araújo foi superada pela argentina Juana Larranaga por duplo 6/3, Sofia Mendonça perdeu por 6/4 e 6/3 para a italiana Matilde Paoletti, Isabel Oliveira sofreu 6/2 e 6/1 da porto-riquenha Lauren Anzalotta, Carolina Xavier sofreu 6/2 e 6/3 da argentina Ana Gueller, enquanto Maria Luisa Oliveira perdeu por 6/0 e 6/2 da norte-americana Madison Sieg.

Torneios de 12, 14 e 16 anos no Rio
Além da categoria 18 anos, o Banana Bowl tem a disputa das categorias 16 e 14 anos (valendo pontos para o ranking da Cosat), no Rio de Janeiro, onde as competições acontecem no Marina Barra Clube e no Novo Rio Country Clube. Também no RJ é disputada a categoria 12 anos, que vale pontos para o ranking nacional da CBT. Ao todos, participam da competição atletas de 32 diferentes países.

Comentários
Loja - camisetas
Torneio Teodózio