Notícias | Dia a dia
De olho no número 1, Djoko vai jogar Monte Carlo
08/02/2020 às 19h10

Monte Carlo (Mônaco) - Atual número 1 do mundo, o sérvio Novak Djokovic não apenas quer manter a liderança do ranking, mas também tenta bater o recorde de 310 semanas na ponta que pertence ao suíço Roger Federer. Para não deixar o topo do ranking por semana alguma até alcançar a marca, o tenista de Belgrado acrescentou o Masters 1000 de Monte Carlo em sua agenda.

Originalmente o sérvio não havia se comprometido com o primeiro Masters 1000 da temporada sobre o saibro, mas acabou colocando o torneio em seu calendário. Embora tenha que defender quase 2 mil pontos a menos do que Nadal até a temporada de grama, ‘Nole’ leva vantagem apertada de 325 pontos e qualquer semana a mais na ponta o ajuda na busca pelo recorde.

Djokovic está muito perto de empatar com o norte-americano Pete Sampras como o segundo maior número 1 do mundo. Ele soma 276 semanas e precisa de apenas mais 10 para atingir tal marca, que virá no dia 13 de abril, caso não saia da liderança até então. O sérvio precisa se manter no posto mais alto da ATP até 5 de outubro para igualar Federer.

Nos próximos dois meses, o sérvio defende somente 135 pontos, 45 deles pela terceira rodada em Indian Wells e 90 pelas oitavas em Miami. Djokovic conquistou 2.500 pontos na temporada de saibro no ano passado, contra 3.900 para Nadal, seu perseguidor mais próximo no momento.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis