Notícias | Dia a dia
Técnico garante que Serena ainda pode brilhar
05/02/2020 às 10h58

Melbourne (Austrália) - Eliminada na terceira rodada do Australian Open, a norte-americana Serena Williams amargou sua pior campanha em Grand Slam desde o retorno após ser mãe pela primeira vez, igualando a queda de 2019 em Roland Garros, quando também não passou da terceira rodada. Técnico da ex-número 1, o francês Patrick Mouratoglou acredita que ela ainda possa conquistar títulos e por isso já pensa nos ajustes a serem feitos.

“O que aconteceu em Melbourne foi algo que não esperávamos e devemos aceitar que alguma coisa não está funcionando. Ela acredita ser capaz de conquistar mais títulos, se não tivesse essa confiança, não continuaria competindo. Mas, ao mesmo tempo, carrega um certo pessimismo porque considera um fracasso em não vencer um Grand Slam”, afirmou o treinador.

Campeã em Melbourne três anos atrás, a caçula das irmãs Williams ainda luta para conquistar seu primeiro Slam desde a maternidade, batendo na trave em quatro oportunidades. Serena teve dois vice-campeonatos em Wimbledon e outros dois no US Open (ambos em 2018 e 2019).

Questionado se o problema de Serena está sendo motivacional, Patrick foi franco. "Ela não precisa jogar se não sentir uma grande paixão por esse esporte, já venceu 23 títulos de Grand Slam, mas quer bater o recorde de todos os tempos e está disposta a fazer grandes esforços e sacrifícios, só não sei quantos anos mais” observou o francês.

“Serena pode continuar competindo, mas o mero fato de ter sido finalista em quatro vezes depois de ser mãe já fala de sua grandeza. No entanto, existe uma grande diferença entre ser finalista e campeã. Temos que analisar tudo profundamente e entender o que está acontecendo. Ela pode continuar jogando tênis no nível exigido para vencer um Grand Slam. Ela sabe disso e eu também”, finalizou o técnico.

Comentários
Raquete novo
Suzana Silva