Notícias | Dia a dia
Thiem gruda em Federer e acirra briga pelo nº 3
03/02/2020 às 08h19

Miami (EUA) - Vice-campeão do Australian Open, por muito pouco o austríaco Dominic Thiem não começou a semana com o melhor ranking da carreira. Ele ficou a apenas 85 pontos do suíço Roger Federer, que se segurou na terceira colocação, atrás apenas do sérvio Novak Djokovic e do espanhol Rafael Nadal, que vão bem mais à frente.

Os dois melhores do mundo estão separados por apenas 325 pontos, mas a distância de Nadal para Federer é muito maior, atualmente em 2.265 pontos. O suíço e o austríaco brigarão nos próximos meses para ver quem fica no terceiro lugar da ATP.

Thiem tem boas perspectivas nas próximas semanas e pode assumir o número 3 na temporada sul-americana de saibro. Ele defende 90 pontos das semifinais em Buenos Aires e nada no Rio Open, onde caiu na estreia em 2019, podendo somar até 660 pontos com os dois títulos. Do outro lado, Federer defende 500 pontos em Dubai e no máximo pode manter a pontuação.

Completam o top 10 atual o grego Stefanos Tsitsipas (6º), o alemão Alexander Zverev (7º), o italiano Matteo Berrettini (8º), todos mantendo as respectivas posições, o francês Gael Monfils (9º) e o belga David Goffin (10º), estes dois últimos ganhando uma colocação.

O espanhol Roberto Bautista não apenas foi ultrapassado por Monfils e Goffin, deixando o top 10, mas também pelo italiano Fabio Fognini (11º), caindo para o 12º lugar, logo à frente do suíço Stan Wawrinka, que ganhou duas colocações e agora é o 13º do mundo. O argentino Diego Schwartzman se manteve em 14º e o russo Andrei Rublev subiu de 16º para 15º.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva