Notícias | Dia a dia | Australian Open
Djokovic e Thiem têm histórico de grandes duelos
01/02/2020 às 23h04

Último confronto entre eles foi no ATP Finals do ano passado e terminou com vitória austríaca

Foto: Divulgação

por Mário Sérgio Cruz

Adversários na final do Australian Open, Novak Djokovic e Dominic Thiem já protagonizaram grandes duelos nos últimos anos. Os dois se enfrentam a partir das 5h30 (de Brasília) deste domingo. O histórico de confrontos é equilibrado, mas com leve vantagem para o sérvio, que venceu seis jogos e perdeu quatro.

O útlimo encontro entre eles foi na fase de grupos do ATP Finals e terminou com vitória de Thiem por 6/7 (5-7), 6/3 e 7/6 (7-5) após 2h47 de batalha. A partida foi escolhida pela ATP como a melhor da temporada passada no circuito masculino, em lista que não considera os confrontos de Grand Slam.

Apesar da vantagem sérvia no retrospecto geral, Thiem venceu quatro dos últimos cinco encontros. Além da recente vitória no Finals, o austríaco também conseguiu um grande resultado contra o sérvio na semifinal de Roland Garros do ano passado, quando venceu em cinco sets. Thiem venceu duas das três partidas que fez contra Djokovic em Grand Slam, todas elas realizadas em Paris. Já nos confrontos em piso duro, o sérvio lidera por 3 a 1.

Djokovic busca seu oitavo troféu em Melbourne
Sete vezes campeão do Australian Open e dono de 16 títulos de Grand Slam, Djokovic nunca perdeu uma final em Melbourne. O sérvio de 32 anos disputará sua 26ª final de Grand Slam e fica mais próximo das marcas de Roger Federer, com 32, e de Rafael Nadal, que tem 28. Ainda mais importante é a oportunidade que ele terá de diminuir a diferença para os rivais em número de títulos em competições deste porte. Federer é o recordista com 20 contra 19 de Nadal. No circuito, Djokovic já tem 77 títulos de ATP.

Djokovic também tem a oportunidade de voltar ao topo do ranking mundial. Basta que ele vença a final do próximo domingo. O sérvio tem essa oportunidade graças à derrota de Rafael Nadal para o próprio Thiem, nas quartas. A diferença entre eles no ranking antes do torneio era de 515 pontos, mas enquanto Djokovic tem a chance de manter os 2 mil pontos do título do ano passado, Nadal defendeu apenas 360 pontos de 1.200 possíveis, já que foi vice no ano passado.

Thiem luta pelo primeiro título de Grand Slam
Depois de ficar com o vice-campeonato de Roland Garros nos últimos dois anos, Thiem disputará sua terceira final de Grand Slam na carreira. Vencedor de 16 títulos de ATP, Thiem tem como maior conquista o Masters 1000 de Indian Wells do ano passado. O atual número 5 do mundo tem a chance de terminar o torneio na inédita terceira posição do ranking se for campeão.

O austríaco também tem a oportunidade de fazer história para seu país. O único compatriota a vencer um Major foi Thomas Muster, campeão de Roland Garros em 1995. O jogador de 26 anos ainda tem a oportunidade de se tornar o primeiro atleta natural dos anos 90 a ganhar um Grand Slam entre os homens.

Austríaco passou seis horas a mais em quadra
Djokovic cedeu apenas um set na campanha até a final do Australian Open. Isso aconteceu ainda na primeira fase contra Jan-Lennard Struff. O sérvio passou 12h29 em quadra em seus seis jogos anteriores. Já Thiem ficou 18h24 em quadra e cedeu cinco sets no torneio.

O prêmio em dinheiro para o campeão do Australian Open é de AUD 4,12 milhões, o equivalente a US$ 2,78 milhões, enquanto o vice-campeão recebe AUD 2,06 milhões. Mais experiente, Djokovic já ganhou US$ 140 milhões em premiações de torneios, enquanto Thiem acumulou cerca de US$ 22 milhões.

Confira o histórico de confrontos entre Djokovic e Thiem, com destaque para os duelos de Grand Slam.

2019
ATP Finals - Sintético (fase de grupos) - Dominic Thiem, 6/7(5) 6/3 7/6(5)
Roland Garros - Saibro (semi) - Dominic Thiem, 6/2 3/6 7/5 5/7 7/5
Masters 1000 de Madri - Saibro (semi) - Novak Djokovic, 7/6(2) 7/6(4)

2018
Masters 1000 de Monte Carlo - Saibro (oitavas) - Dominic Thiem, 6/7(2) 6/2 6/3

2017
Roland Garros - Saibro (quartas) - Dominic Thiem, 7/6(5) 6/3 6/0
Masters 1000 de Roma - Saibro (semi) - Novak Djokovic, 6/1 6/0

2016
ATP Finals - Sintético (fase de grupos) - Novak Djokovic, 6/7(10) 6/0 6/2
Roland Garros - Saibro (semi) - Novak Djokovic, 6/2 6/1 6/4
Masters 1000 de Miami - Sintético (oitavas) - Novak Djokovic, 6/3 6/4

2014
Masters 1000 de Xangai - Sintético (segunda rodada) - Novak Djokovic, 6/3 6/4

Comentários