Notícias | Dia a dia | Australian Open
Muguruza x Kenin, a final feminina improvável
31/01/2020 às 23h15

Melbourne (Austrália) - Sofia Kenin nunca havia passado da quarta rodada de um Grand Slam. Garbine Muguruza, com dois títulos da categoria, não chegou às quartas de final em quase dois anos. No entanto, elas se enfrentam na final do Aberto da Austrália neste sábado.

Kenin, de 21 anos, nascida em Moscou e criada como um prodígio do tênis na Flórida, era mais conhecida por derrotar Serena Williams na terceira rodada do Aberto da França, no ano passado, e cair diante de Ashleigh Barty na rodada seguinte. Kenin continuou a surpreender ao chegar a duas semifinais de quadra dura nos EUA antes do Aberto americano.

No entanto, o jogo forte de Kenin na última temporada rendeu-lhe a 14ª cabeça-de-chave em Melbourne. Ela se recuperou de um set atrás para eliminar Coco Gauff na quarta rodada. Em seguida, chocou e calou a torcida australiana ao eliminar a grande esperança de título do país, a nº 1 do mundo Ashleigh Barty, nas semifinais. "Eu sei que as pessoas realmente não prestaram muita atenção em mim no passado, mas eu tive que me estabelecer, e tenho", disse Kenin. "Claro, agora estou chamando a atenção. Eu gosto disso."

Alguns anos atrás, Muguruza mostrou o domínio com o qual a jovem americana deve estar sonhando. Aos 20 anos, ela venceu Serena Williams por duplo 6/2 no Aberto da França de 2014. Dois anos depois, tornou a vencer Serena na final do Aberto da França. E no ano seguinte, a espanhola ganhou Wimbledon. Mas Muguruza não conseguiu chegar às quartas de final do Grand Slam na última temporada e não se saiu muito melhor em eventos menores. Ela não foi cabeça de chave em um Grand Slam pela primeira vez desde 2014 em Roland Garros. "Estou feliz por não estar no centro das atenções", disse ela.

Comentários