Notícias | Dia a dia | Australian Open
Com derrota, Nadal corre risco de perder o nº 1
29/01/2020 às 10h16

Nadal poderia ter assegurado a permanência na liderança do ranking se tivesse vencido nesta quarta-feira

Foto: Divulgação

Melbourne (Austrália) - A eliminação nas quartas de final do Australian Open faz com que Rafael Nadal tenha a liderança do ranking ameaçada em Melbourne. O espanhol poderia ter garantido sua permanência como número 1 do mundo se tivesse vencido o jogo contra Dominic Thiem, mas com a derrota por 7/6 (7-3), 7/6 (7-4), 4/6 e 7/6 (8-6), ele agora pode ser ultrapassado por Novak Djokovic.

Para isso acontecer, Djokovic terá que conquistar o título em Melbourne. Sete vezes campeão do torneio, o sérvio enfrenta Roger Federer na semifinal marcada para esta quinta-feira. Caso supere o suíço, o atual número 2 do mundo enfrentará Dominic Thiem ou Alexander Zverev na final marcada para domingo.

A diferença entre Nadal e Djokovic no ranking era de 515 pontos antes do início do torneio, com 10.235 para o espanhol e 9.720 para o sérvio. Nadal só conseguiu manter 360 dos 1.200 pontos que precisa defender. Por isso, ficará com 9.395 no total. Já Djokovic é o atual campeão do torneio e precisa defender seus 2 mil pontos para retomar a liderança do ranking.

Thiem pode assumir o número 3
Por sua vez, Dominic Thiem certamente irá igualar o melhor ranking da carreira e tem chance de ir além. Número 5 do mundo, o austríaco ultrapassa o russo Daniil Medvedev para voltar ao quarto lugar do ranking, marca que já ocupou em novembro do ano passado. Ele pode até terminar o torneio como número 3 do mundo se for campeão.

Comentários