Notícias | Dia a dia | Australian Open
Federer garante que condição física não preocupa
26/01/2020 às 14h24

Federer se recuperou bem da longa partida que fez na última sexta-feira em Melbourne

Foto: Divulgação

Melbourne (Austrália) - A condição física na reta final do Australian Open não é motivo de preocupação para Roger Federer. Apenas dois dias depois de superar uma batalha de cinco sets contra o australiano John Millman pela terceira rodada, o suíço acredita que reagiu bem fisicamente durante o jogo das oitavas contra o húngaro Marton Fucsovics e garantiu seu lugar nas quartas de final.

"Pensei que eu me sentiria muito mais cansado hoje, mas estava bem o tempo todo. Estou feliz com a forma como estou lidando com esse tipo de situação, já que tenho 38 anos", disse Federer depois de vencer Fucsovics por 4/6, 6/1, 6/2 e 6/2. O hexacampeão do torneio agora vai enfrentar o norte-americano Tennys Sandgren.

O suíço falou um pouco sobre sua rotina de recuperação física. "Não sou um garoto que toma um banho de gelo para se recuperar. Eu fiz isso uma vez e não gostei. Sou mais tradicional e simplesmente o que faço é dormir o suficiente, trabalhar com meus fisioterapeutas e me alongar. É só isso o que faço depois de um jogo em que acabo muito cansado".

Sobre o fato de ter perdido o primeiro set, Federer deu méritos ao adversário, além de ter sentido dificuldade para atuar em condições ainda mais lentas que nas rodadas anteriores. "Fiquei muito surpreso no início do jogo com Fucsovics. Ele não poderia ter começado melhor, e eu simplesmente tentei fazer o que pude, mas ele me superou em tudo".

"Eu estava tentando variar um pouco mais o jogo. A quadra fica muito lenta à noite, especialmente quando o tempo está mais ameno assim, então eu só tinha que descobrir um jeito de jogar e finalmente encontrei uma maneira. Comecei bem o segundo set e a partir de então, as coisas ficaram um pouco mais fáceis", avaliou o número 3 do mundo, que rapidamente abriu 3/0 no segundo set e 4/0 no terceiro.

"Sabia que precisava que mudar certas coisas no meu jogo se eu quisesse vencer. Ele diminuiu um pouco o nível e eu consegui tirar vantagem disso. Então, chegou um momento em que os pontos eram definidos muito rápido e em pouco tempo eu já estava com 2 sets 1 e a partida controlada. Relaxei e consegui selar minha vitória", comentou. "As coisas mudaram muito rápido. Eu acho que é bom saber que posso ganhar vários games seguidos assim. Acho que em qualquer torneio que joguei muito bem, eu consegui fazer isso em algum momento".

Federer também espera ver Fucsovics subir no ranking. O húngaro de 27 anos é o atual 67º do ranking e tem como melhor marca o 31º lugar. Ele foi um juvenil de destaque, embora tenha alcançado o top 100 apenas em 2017. Na Austrália, eliminou bons nomes da nova geração com Denis Shapovalov e Jannik Sinner.

"Ele realmente jogou um grande torneio, venceu três jovens jogadores, passou por uma parte difícil da chave para chegar às oitavas de final. Fiquei surpreso também em saber como ele, assim como Sandgren também, não tem um ranking melhor. Acho que esse resultado dará muita confiança e logo o veremos no top 50 de novo".

Comentários