Notícias | Dia a dia | Australian Open
'Dei tudo e não pude vencer', lamenta Millman
24/01/2020 às 22h59

Melbourne (Austrália) - Por pouco o australiano John Millman não voltou a aprontar para cima do suíço Roger Federer. Algoz do atual número 3 do mundo no US Open de 2018, o atleta da casa teve chance de repetir o feito neste Australian Open, chegou a abrir 8-4 no tiebreak de 10 pontos no quinto set, mas depois disso não venceu mais um ponto sequer e acabou eliminado.

“Estou desapontado, deixei tudo lá e não pude vencer”, lamentou o australiano. “A derrota ainda dói para ser honesto. Prefiro perder 10-5 do que isso. Poderia ter perdido no quarto set, então dei tudo de mim e joguei um tênis ótimo até quase chegar lá. Teria sido ótimo eliminá-lo, mas não aconteceu”, acrescentou Millman.

Leia também: Para Federer, foi difícil encontrar a tática ideal

O australiano de 30 anos e 47º do ranking, venceu o primeiro set da partida, perdeu os dois seguintes e mesmo assim não desistiu. Ele se recuperou, levou a melhor na quarta parcial e levou a decisão para a quinta, chegando a ficar apenas a dois pontos das oitavas de final.

“Até então eu estava jogando bem com minha direita tanto nas cruzadas como nas paralelas, além de bons voleios, mas não sei o que aconteceu. É o que os grandes jogadores fazem. Teria que rever a partida, mas não é que cometi uma dupla falta ou um erro absurdo. Tivemos trocas de 10, 15 ou 20 bolas”, disse Millman sobre os pontos finais da partida.

Comentários