Notícias | Outros
Homenagem a Marília Silberberg no Pinheiros
22/01/2020 às 21h29

Marília: grande destaque no tênis nacional

São Paulo (SP) – A Copa São Paulo coloca em disputa a 20ª edição do Troféu Marília Silberberg e para comemorar a data vários tenistas que fizeram parte da história do tênis brasileiro irão se reunir neste domingo no Esporte Clube Pinheiros, no encerramento do evento, para a disputa de um jogo de duplas em homenagem a importante personagem que dá nome ao troféu.

Estão confirmadas as presenças de Fernando Meligeni, Carlos Alberto Kirmayr, Roberto Jábali, Mauro Menezes, Dadá Vieira, Patrícia Medrado, Júlio Goes, Otávio Della e Ricardo Camargo, além do filho Fábio Silberberg, todos jogadores profissionais das últimas décadas.

A homenagem está marcada para as 11 horas, com entrada gratuita pela portaria da rua Angelina Maffei Vita, 103. Durante a disputa da Copa São Paulo, os participantes e espectadores podem apreciar uma exposição sobre a patrona da competição.

Marília e sua dedicação ao tênis
Marília Silberberg nasceu em São Paulo em no dia 4 de dezembro de 1942. Estudou no Colégio Dante Alighieri e praticou diversos esportes no clube Paulistano. Na juventude, obteve sucesso no voleibol, sagrando-se hexacampeã paulista. Em 1968, casou-se com Eugênio Silberberg com quem teve três filhos: Fábio, Cláudio e Adriana (todos tenistas incentivados por ela).

Após o nascimento dos filhos, Marília começou a jogar tênis, esporte no qual se apaixonou e nunca mais abandonou. Adorava jogar com as amigas, competir, acompanhar os filhos em torneios e, principalmente, trabalhar em eventos. Mesmo doente, nunca deixou de jogar e de ajudar o tênis. E foi assim até pouco antes de falecer em 3 de janeiro de 2000, com apenas 57 anos. Poucos dias depois, a Federação Paulista de Tênis prestou sua homenagem, batizando o seu mais importante torneio juvenil como Copa São Paulo/Troféu Marília Silberberg.

Marília atuou em diversas áreas do tênis, trabalhando para entidades como a FPT, CBT e também o clube Paulistano. Sempre com alegria e de forma voluntária, reconhecida pela capacidade de organizar e cuidar das pessoas nos eventos. Ocupou o cargo de vice da CBT entre 1987 a 1990, sendo responsável por chefiar delegações em importantes torneios internacionais como o Orange Bowl.

Na FPT, Marília era peça-chave do Banana Bowl por muitos anos e no Paulistano foi diversas vezes finalista e campeã paulista por classe e idade nos Interclubes. Contribuiu de forma constante em vários setores ligados ao departamento de tênis, além de assumir a coordenação do Infanto-juvenil.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis