Notícias | Dia a dia | Australian Open
Medvedev: 'Boa campanha é ganhar o Australian Open'
18/01/2020 às 10h10

Medvedev diz que quartas de final o deixaria feliz, mas que a meta é ganhar o Australian Open

Foto: ATP

Melbourne (Austrália) - O título e mais nada é o audacioso objetivo do russo Daniil Medvedev, o quarto do ranking mundial do momento e considerado o único que pode evitar nova conquista do chamado Big 3 no primeiro Grand Slam da temporada 2020.

Em entrevista ao site da ATP, ele foi direto: "Uma boa campanha no Australian Open para mim é ganhar. Mas é claro que tudo dependerá de quem você vai jogar ou perder. Chegar nas quartas de final me deixaria feliz. Minha meta num torneio tão grande é ir passo a passo. Mas jogo para ganhar todo torneio que entro".

Há um ano, Medvedev chegou a Melbourne como o 19º do ranking e um título de nível 500 no currículo. A situação mudou radicalmente. Conquistou dois Masters no ano passado sobre pisos velozes e foi finalista do US Open, tendo atingido por duas vezes o quarto lugar do ranking. Além disso, derrotou o então líder do ranking Novak Djokovic em dois duelos.

Com os resultados e vitórias que tem alcançado, Medvedev se vê cada vez mais próximo dos grandes. Ele ainda não derrotou Rafael Nadal ou Roger Federer, mas tem vitórias também sobre Dominic Thiem, Stefanos Tsitsipas e Alexander Zverev. "Quanto mais você os enfrenta, mais consegue fazer comparações. No duelo contra Novak na ATP Cup, consegui reagir e quase ganhei. Senti que fiquei muito perto disso e jogos assim dão muita confiança".

O russo conhece a cada dia o sucesso que tem alcançado. "Acho que é normal você ser reconhecido em público quando está num esporte popular, mas em Nova York precisei usar boné e óculos escuros e ainda assim as pessoas me reconheciam na rua. Eu ficava espantado, porque me olhava no espelho e nem eu me reconhecia", brinca ele.

"Perdi um jogo duro para Nadal no Finals, quando tive 5/1 no terceiro, um match-point e ainda perdi. Fica a sensação de que você vai ficar com isso na cabeça por anos, mas aí logo chega outro torneio e sua cabeça já está na ATP Cup ou no Australian Open. Acho que é até mais duro ganhar um Masters e ter que jogar um torneio na segunda-feira. Parece que ninguém se importa com o título que você acabou de ganhar".

Por enquanto, Medvedev diz que quer pensar somente na estreia do Australian Open diante do norte-americano Frances Tiafoe, a quem derrotou em Washington no ano passado. "É um jogo duro, ele foi quartas de final aqui no ano passado. Espero jogar um bom tênis e ter minhas chances".

Apesar de todo o sucesso, ele garante que tenta manter uma vida normal fora das quadras. "Continuo sendo a mesma pessoa, mantenho os mesmos amigos, minha família, nada mudou. Ainda jogo PlayStation, gosto de assistir a seriados, ir no cinema, sair para jantar. Isso mantém você normal".

Comentários