Notícias | Dia a dia
Em final eletrizante, Humbert conquista primeiro título
18/01/2020 às 07h40

Aos 21 anos, Ugo Humbert conquista seu primeiro ATP. Há um ano ele nem estava entre os top 100.

Foto: ATP

Auckland (Nova Zelândia) - O canhoto francês Ugo Humbert, de apenas 21 anos, completou sua semana mágica no ATP 250 de Auckland ao sobreviver às tensas emoções de uma disputadíssima final diante do compatriota Benoit Paire. O placar de 7/6 (7-2), 3/6 e 7/6 (7-5) lhe deu o primeiro troféu de nível ATP e um lugar entre os 45 primeiros do ranking.

"Esta foi a semana das revanches para mim", brincou Humbert. "Eu havia perdido para quatro dos cinco adversários que enfrentei. Foi um grande avanço para mim, não poderia imaginar um início melhor de temporada". Ele deixou pelo caminho o cabeça 2 Denis Shapovalov e o quarto favorito e bicampeão John Isner.

A final deste sábado foi repleta de emoções e reviravoltas. Humbert abriu 3/0 em apenas 10 minutos, mas Paire reagiu, salvou três set-points antes do tiebreak e então o canhoto jogou muto bem e levou o desempate com cinco pontos seguidos. Duplas faltas no quarto game lhe custaram a quebra e o experiente adversário levou ao set decisivo.

Paire chegava a seu quinto jogo seguido de três sets, tendo já passado nove horas em quadra, e o físico começou a falhar. Humbert obteve a quebra e chegou a sacar com 5/3 e 30-0. Paire fez três winners de backhand seguidos para se salvar, evitou um match-point no game seguinte e a definição foi a novo tiebreak. Humbert abriu 4-2 e desta vez não deixou a chance escapar, atirando-se à quadra para comemorar.

"Quero parabenizar Ugo pelo título, que não será seu último, tenho certeza", afirmou Paire na cerimônia. "Gostei muito da minha semana, mesmo esta final foi muito especial. Acho que todo o público se divertiu com o jogo". O campeão faturou US $91.625 e o vice ficou com US$ 50.710.

Os dois seguem agora para o Austrlaian Open e já jogam nesta segunda-feira. Humbert tem estreia difícil diante do local John Millman, enquanto Paire é o cabeça 20 e terá pela frente o alemão Cedrik-Marcel Stebe.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis