Notícias | Dia a dia
Barty vira outra e tenta seu primeiro título do ano
17/01/2020 às 08h08

Adelaide (Austrália) - Assim como aconteceu em sua estreia no Premier de Adelaide, a australiana Ashleigh Barty mais uma vez precisou buscar a virada para seguir adiante. A número 1 do mundo saiu perdendo a semi contra a norte-americana Danielle Collins, se recuperou e venceu com o placar final de 3/6, 6/1 e 7/6 (7-5), após 1h52 de confronto.

Com a campanha desta semana, a australiana garantiu a permanência na liderança do ranking até depois do Australian Open, mesmo que seja eliminada na primeira rodada, já que não poderá ser ultrapassada por nenhuma das concorrentes.

Barty não foi bem na largada da partida, vacilou em seu primeiro game de serviço, foi quebrada e viu a rival abrir 3/0 logo de cara. A australiana chegou a ter triplo break-point no sétimo game, mas não aproveitou uma sequer das três chances e assim acabou superada no primeiro set.

Na segunda parcial o jogo mudou de rumos, contando com amplo domínio da líder do ranking, que marcou 5/0 e teve dois set-points no saque de Collins para fechar com ‘pneu’. A norte-americana se salvou em ambos, confirmou seu primeiro serviço na parcial, mas não evitou que Barty fechasse na sequência e empatasse o jogo.

A decisão foi para o terceiro set, o mais parelho de todos. Barty chegou a ter 4/3 e saque, mas logo após conseguir a quebra, viu Collins devolver o break e deixar tudo igual. Sem novas chances, a vencedora foi conhecida no tiebreak, no qual a atleta da casa foi superior, confirmando assim seu favoritismo e garantindo lugar na decisão.

A jovem ucraniana Dayana Yastremska será a adversária de Barty na final. A tenista de apenas 19 anos venceu a outra semi desta sexta-feira, passando pela bielorrussa Aryna Sabalenka em sets diretos, com parciais de 6/4 e 7/6 (7-4). Será sua quarta decisão da carreira, tendo vencido todas as três que disputou até então.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis