Notícias | Dia a dia
Federer: 'Rafa e Novak vão ganhar mais Slam que eu'
16/01/2020 às 11h54

Melbourne (Austrália) - Atual recordista de títulos de Grand Slam entre os homens, o suíço Roger Federer acredita que suas atuais 20 conquistas serão superadas no futuro por seus principais rivais. Às vésperas de fazer sua estreia no Australian Open, abrindo campanha contra o norte-americano Steve Johnson, o tenista da Basileia falou sobre a possibilidade de ter seu recorde quebrado nos próximos anos.

“Foi importante, para mim superar os 14 Grand Slams de Pete Sampras, embora quebrar esse recorde também me deixasse um pouco desconfortável. A mágica do momento era que sentia que estava protagonizando um momento para a história deste esporte. Mas se eu tenho certeza de uma coisa é que os recordes existem para serem quebrados”, afirmou o atual número 3 do mundo.

“É óbvio que os dois vão ganhar mais títulos do Grand Slam do que eu, eles são incrivelmente bons. É normal que tenham mais anos do que eu e seu nível em 2019 mostrou que mais sucessos estão por vir. Compartilhar minha carreira com Rafa e Novak foi uma coisa excepcional e deixaremos um legado para as próximas gerações. Verão que houve três caras que estavam jogando e vencendo até os 30 anos e isso é fantástico”, comentou Federer.

O tenista da Basileia não apenas se mostrou resignado com a possibilidade de ter sua marca quebrada no futuro, como fez questão de enaltecer suas últimas conquistas. “Eu sempre disse que depois de vencer 15 Slams, tudo o que veio depois foi um bônus. Os que venci após a lesão no joelho, em 2016, foram ainda mais especiais porque não os esperava”, contou o suíço, que destacou ainda a nova geração.

“Diria a você que vários dos candidatos de hoje vão ganhar quatro ou cinco títulos de Slam, então já posso imaginar que alguns cheguem aos quinze. Estamos em um momento de ouro para o tênis e acho que as próximas temporadas serão muito emocionantes. Nos últimos 18 meses, o cenário no circuito mudou muito e acho impossível prever quem vencerá os próximos grandes torneios”, finalizou.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis