Notícias | Dia a dia
Jaime Oncins será homenageado no Rio Open
14/01/2020 às 17h50

Atualmente, Oncins é o capitão da equipe brasileira na Copa Davis

Foto: Arquivo

Rio de Janeiro (RJ) - A sétima edição do Rio Open dará continuidade à tradição do torneio de homenagear grandes nomes da história do tênis. O escolhido para este ano foi Jaime Oncins. Ex-jogador profissional e capitão da equipe brasileira na Copa Davis, Oncins reside atualmente nos Estados Unidos, onde é diretor de tênis da Montverde Academy.

Jaime Oncins nasceu em São Paulo, em uma família de tenistas. Ele iniciou sua carreira profissional aos 17 anos e alcançou o 34º lugar no ranking de simples da ATP e a 22ª colocação nas duplas. Individualmente, conquistou dois títulos de ATP no ano de 1992, em Bolonha e em Búzios.

Um dos símbolos da Copa Davis, Jaime representou o país por 11 anos, nos quais brilhou fazendo parte das equipes que chegaram nas únicas duas semifinais que o Brasil alcançou na competição, nos anos de 1992 e 2000. A vitoriosa carreira dentro das quadras também aconteceu fora delas, com o Jamie Oncins técnico. Além de vários juvenis, também treinou André Sá, Flavio Saretta e o português Gastão Elias.

Grandes nomes já foram homenageados
Desde 2014, o torneio iniciou uma tradição de homenagear personalidades que marcaram o esporte nacional ou mundialmente. Em 2014, Maria Esther Bueno e Gustavo Kuerten foram os homenageados. No ano seguinte, foi a vez de Thomaz Koch, Nick Bollettieri e Antônio Carlos de Almeida Braga, o Braguinha. Em 2016, Fernando Meligeni e Alcides Procopio receberam as honras. Os tenistas top 100 da história do Brasil, Luiz Mattar e André Silva foram os escolhidos de 2017. Em 2018, foi Carlos Kirmayr e na última edição o emocionante momento com Larri Passos.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis