Notícias | Dia a dia
Pliskova: 'Não foi um torneio perfeito, precisei lutar'
12/01/2020 às 13h34

Pliskova conquistou o torneio pela terceira vez na carreira

Foto: Divulgação

Brisbane (Austrália) - Campeã pela terceira vez no WTA Premier de Brisbane, Karolina Pliskova acredita que não fez um torneio tão bom quanto em edições anteriores. No entanto, a número 2 do mundo destaca o fato de ter encarado uma chave muito forte este ano e destacou seu espírito de luta. Além de ter sido uma das primeiras campeãs de 2020 no circuito, a tcheca de 27 anos também triunfou em 2017 e 2019.

"Eu não acho que foi um torneio perfeito. Talvez no ano passado eu estivesse jogando um pouco melhor, mas acho que desta vez eu estava lutando mais e apenas encontrando uma maneira de vencer as partidas, o que é importante", disse Pliskova após superar a norte-americana Madison Keys na final por 6/4, 4/6 e 7/5.

"Eu só enfrentei grandes jogadoras, não houve nenhuma fácil desta vez, talvez em comparação com o ano passado. Acho que a chave foi um pouco diferente. Mas não poderia ter um começo de ano melhor", acrescenta a tcheca, que salvou match point contra Naomi Osaka na semi e também venceu Alison Riske e Ajla Tomljanovic.

Com ótimo histórico no torneio, Pliskova tem agora 17 vitórias e apenas duas derrotas quando atuou em Brisbane. Reconhecida como uma das melhores sacadoras do circuito, ela explicou sobre por que se sente muito bem jogando na Pat Rafter Arena. "Não há muito vento, nem sol, então eu posso bater na bola com força total e ela não vai mudar de direção. E eu gosto daqui. E agora tenho ótimas lembranças daqui, então não há razão para não jogar bem".

Por sua vez, Keys lamentou as chances perdidas. Ela foi a primeira a ter break points no set inicial, mas não os aproveitou. Já no fim do jogo, conseguiu buscar o empate no terceiro set quando perdia por 5/3, mas voltaria a ter o serviço quebrado logo na sequência. "Foram alguns pontos aqui e ali que decidiram o jogo", disse a norte-americana. "Acho que tive algumas oportunidades de quebrar o saque dela no primeiro e no segundo set, mas não converti. Ela sacou muito bem nas duas vezes. E depois no terceiro set, acho que foram alguns pontos que eu talvez não tenha pegado muito bem na bola. Mas, apesar de tudo, foi um jogo muito equilibrado".

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva