Notícias | Dia a dia | ATP Cup
Djokovic domina Nadal e força definição nas duplas
12/01/2020 às 08h47

Djokovic conseguiu sua 29ª vitória em 55 confrontos contra Nadal no circuito

Foto: Divulgação

Sydney (Austrália) - Atuando com a responsabilidade de vencer para manter a Sérvia viva na disputa pelo título da primeira edição da ATP Cup, Novak Djokovic não decepcionou. Em duelo entre os dois primeiros colocados no ranking, Djokovic superou Rafael Nadal por 6/2 e 7/6 (7-4) em 1h56. Com isso, o confronto entre Sérvia e Espanha está empatado por 1 a 1 em Sydney e o campeão será conhecido após a partida de duplas.

Nova competição entre países no calendário do circuito masculino, a ATP Cup reuniu 24 seleções desde o dia 3 de janeiro e passou por três sedes diferentes na Austrália. Desde a última quinta-feira, quando começaram as quartas de final, todos os jogos estão sendo disputados em Sydney. Na primeira fase, os sérvios jogaram em Brisbane e os espanhóis em Perth.

A série decisiva do torneio começou com uma vitória de Roberto Bautista Agut, número 10 do mundo, sobre Dusan Lajovic, 34º colocado, que colocou o time espanhol em vantagem. É possível que Nadal e Djokovic também estejam em quadra na partida de duplas. O espanhol seria parceiro de Pablo Carreno Busta, enquanto o sérvio ficaria ao lado de Viktor Troicki, mas os capitães das equipes podem mudar as escalações.

Djokovic ampliou sua vantagem no histórico de confrontos contra Nadal. Ele tem 29 vitórias contra 26 do rival em 55 partidas disputadas. O sérvio também consegue sua 20ª vitória em 27 partidas contra o espanhol em quadras duras. Neste tipo de piso, Nadal não vence desde 2013. A rivalidade entre eles é a com maior número de confrontos na Era Aberta do Tênis masculino.

Sérvio abriu vantagem logo cedo
A primeira quebra da partida aconteceu logo no game de abertura. O sérvio conseguia mandar nos pontos desde as devoluções e colocar o rival na defensiva. Além disso, o número 2 do mundo não vinha correndo riscos em seus games de serviço, perdendo apenas três pontos no saque durante todo o primeiro set. A vantagem sérvia ficaria ainda maior com uma quebra no quinto game. Ao fim da parcial, Djokovic tinha 11 a 4 em winners e havia cometido só um erro a mais, 8 a 7.

Como já havia dito na sexta-feira, Nadal não estava confortável em quadra por conta da altíssima umidade, na casa dos 80%, que deixavam as condições de jogo muito mais lentas. Outra coisa que vinha incomodando o espanhol era o comportamento de alguns torcedores sérvios, que eram maioria no estádio. O espanhol foi ao vestiário no intervalo entre os sets. Enquanto isso, o árbitro sueco Mohamed Lahyani advertiu o público em inglês e até em sérvio.

Com o tempo, o espanhol já se mostrava um pouco mais adaptado com as condições de jogo e subiu sua intensidade em quadra. O líder do ranking mundial teve uma oportunidade de ouro para abrir vantagem no sexto game da parcial, quando criou cinco break points. Djokovic saiu ileso, variou os saques e conseguia aces tanto no T quanto com o saque aberto. Outra forma de escapar dos break points era com sua reconhecida solidez da linha de base.

Depois de ter enfrentado seu game de serviço mais complicado na partida, Djokovic não teria mais o saque ameaçado até o final do jogo. Na reta final do set, o sérvio voltou a ser agressivo nas devoluções, mas vinha muito firme nos ralis do fundo de quadra. Paciente nas construções dos pontos, ele criou duas chances de quebra quando o placar estava empatado por 5/5, mas Nadal conseguiu manter o game de saque. Já no tiebreak, o sérvio teve excelente aproveitamento no saque e novamente contou com devoluções agressivas para abrir vantagem e vencer o jogo.

Comentários