Notícias | Dia a dia
Serena conquista seu 1º título após ser mãe
12/01/2020 às 02h48

Conquista em Auckland é a primeira de Serena desde janeiro de 2017

Foto: Divulgação

Auckland (Nova Zelândia) - Para uma jogadora tão vitoriosa como Serena Williams, dona de 23 troféus de Grand Slam em simples e mais 14 nas duplas, um título de WTA International pode não parecer tão expressivo. Mas neste domingo, Serena conquistou o WTA de Auckland, que certamente terá um lugar especial em sua galeria de troféus. Afinal, este é o primeiro torneio que ela vence desde que se tornou mãe.

Ex-número 1 do mundo e atualmente na décima posição do ranking aos 38 anos, Serena confirmou seu favoritismo na final do torneio neozelandês. Ela precisou de 1h35 para derrotar a também norte-americana Jessica Pegula, 82ª colocada, por 6/3 e 6/4. A partida teve arbitragem da brasileira Paula Vieira Souza, que também havia atuado no jogo de Serena das quartas contra a alemã Laura Siegemund.

Este foi o 73º título profissional na carreira de Serena Williams e o primeiro desde janeiro de 2017, quando ela venceu o Australian Open. Na ocasião, a norte-americana já estava no início da gravidez. Sua filha, Alexis Olympia, nasceu em setembro do mesmo ano. Desde então, Serena havia alcançado outras cinco finais, quatro delas em Grand Slam, mas sempre ficou com o vice. Neste domingo, a filha de dois anos estava no estádio, prestigiando a mãe.

Serena ainda tem a chance de sair de Auckland com mais um troféu. Ela decide ainda na madrugada deste domingo o torneio de duplas ao lado da dinamarquesa Caroline Wozniacki, que está se despedindo do circuito aos 29 anos. As adversárias na decisão serão as norte-americanas Taylor Townsend e Asia Muhammad. Caso também conquiste o título, Serena conseguiria a 11ª dobradinha de sua carreira.

Ao longo da semana em Auckland, Serena venceu cinco jogos de simples e cedeu apenas um set, ainda nas oitavas de final. Já a parceria com Wozniacki rendeu mais três vitórias em sets diretos até aqui. Lembrando que a norte-americana não disputava nenhuma competição desde a final do US Open em setembro.

O título rende 280 pontos no ranking e faz com que Serena assuma o nono lugar. Como Bianca Andreescu não disputará o Australian Open, a norte-americana será a oitava cabeça de chave em Melbourne e só enfrentaria rivais melhor colocadas no ranking a partir das quartas. Ela também recebe uma premiação de US$ 43 mil, que será inteiramente doada para as vítimas dos incêndios na Austrália. 

Serena correu muitos riscos no início
Diferente do que havia acontecido na semifinal contra Amanda Anisimova, quando enfrentou somente um break point e cedeu apenas nove pontos nos games de serviço, Serena correu muitos riscos em seu saque logo no início da partida. A ex-número 1 do mundo sofreu uma quebra ainda no game de abertura. Pouco depois, no terceiro game, salvou quatro break points que poderiam colocá-la em situação ainda mais delicada.

Por mais que o primeiro serviço de Serena estivesse ajudando em alguns momentos cruciais, ela sofria muito com as mudanças de direção que Pegula conseguia produzir com o backhand. Somente no sexto game, a ex-número 1 devolveria a quebra. Primeiro, ela contou com alguns erros de forehand da rival, algo que não vinha acontecendo. Depois, passou a pressionar mais nas devoluções de segundo saque para comandar os pontos desde o começo.

Cada vez mais segura na construção dos pontos do fundo da quadra, Serena conseguiu uma nova quebra e passou a liderar o placar pela primeira vez. Na sequência, fez seu melhor game de saque na partida e fechou o set tendo vencido cinco games seguidos.

Logo na abertura do segundo set, Serena criou quatro break points, mas Pegula conseguiu confirmar o serviço. Mas o domínio da ex-número 1 do mundo já era evidente. Ela quebrou o saque da rival dois games mais tarde e já não corria mais riscos. Durante o segundo set, Serena só perdeu quatro pontos em seus games de serviço. Não faltou empenho a Pegula, que salvou três match points no saque quando perdia por 5/3, mas Serena permaneceu muito firme e rumou para mais um título em sua vitoriosa e longeva trajetória no circuito.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva